<
>

Itália vence Bósnia pela Liga das Nações e vai ao Final Four; Holanda vira sobre Polônia

A Itália venceu mais uma e se garantiu no 'Final Four' da Liga das Nações da Uefa. A seleção azzurra visitou a Bósnia e ganhou por 2 a 0, nesta quarta-feira, pela sexta e última rodada do grupo 1 da divisão A.

Andrea Belotti abriu o placar da partida no Estádio Grbavica, em Sarajevo, aos 22min do primeiro tempo ao aproveitar um belo levantamento de Lorenzo Insigne e desviar com o pé. A vantagem foi ampliada aos 23min do segundo tempo com um belíssimo voleio de Domenico Berardi após assistência de Manuel Locatelli.

O resultado deixou os italianos com 12 pontos e com uma invencibilidade que dura há 22 partidas (17 triunfos e cinco empates). A equipe não perde desde que levou 1 a 0 de Portugal em 18 de setembro. Agora, a seleção quatro vezes campeã do mundo irá disputar o título com Bélgica, Espanha e França.

Os bósnios, por sua vez, já tinham o rebaixamento decretado e terminaram com dois pontos. O time ainda completa oito confrontos sem vencer (cinco derrotas e três empates).

No outro duelo do grupo, a Polônia recebeu a Holanda em um confronto entre duas equipes que sonhavam com a vaga à fase final. Os donos da casa levaram a virada por 2 a 1 no Estádio da Silésia, em Chorzow.

Kamil Jozwiak recebeu um grande passe de Robert Lewandowski, disparou desde o campo de defesa, invadiu a área, escapou bem da marcação e anotou belo gol logo aos 5min para abrir o placar.

Na etapa final, Memphis Depay empatou aos 32min ao converter pênalti cometido por Jan Bednarek em Georginio Wijnaldum. Já aos 39min, Wijnaldum marcou de cabeça após cobrança de escanteio de Steven Berghuis.

Os holandeses encerram na segunda posição da chave com 11 pontos, quatro a mais do que os poloneses. Foi a segunda vitória (seguida) de Frank de Boer à frente da seleção laranja.

Bósnia 0 x 2 Itália

Ficha técnica

GOLS: Belotti e Berardi (Itália)

BÓSNIA: Piric; Corluka, Hadzikadunic, Sanicanin e Kadusic (Todorovic); Cimirot; Tatar (Rahmanovic), Pjanic (Danilovic), Gojak e Krunic (Loncar); Prevljak (Hadzic). Técnico: Dusan Bajevic

ITÁLIA: Donnarumma; Florenzi (Di Lorenzo), Acerbi, Bastoni e Emerson Palmieri; Barella, Jorginho e Locatelli; Berardi (Bernardeschi), Belotti (Lasagna) e Insigne (Calabria). Técnico: Alberico Evani (o assistente comandou no lugar de Roberto Mancini, que está com COVID-19)

Polônia 1 x 2 Holanda

Ficha técnica

GOLS: Jozwiak (Polônia); Depay e Wijnaldum (Holanda)

POLÔNIA: Fabianski; Kedziora, Glik, Bednarek e Reca (Rybus); Krychowiak (Linetty); Placheta (Grosicki), Klich, Zielinski (Moder) e Jozwiak; Lewandowski (Piatek). Técnico: Jerzy Brzeczek

HOLANDA: Krul; Hateboer (Dumfries), De Vrij, Blind (Luuk de Jong) e Van Aanholt (Wijndal); Klaassen (van de Beek) e Frenkie de Jong; Stengs (Berghuis), Wijnaldum e Malen; Depay. Técnico: Frank de Boer

Estatísticas

-Andrea Belotti marcou pela 11ª vez com a Itália, mas foi a 1ª na Liga das Nações, competição em que disputou 6 partidas

-Kamil Jozwiak fez seu 1º gol pela Polônia, tendo defendido a seleção em 9 oportunidades

-A Itália em 2020: 5 vitórias e 3 empates em 8 jogos, com 17 gols feitos e 2 sofridos

-Todos os 3 gols de Domenico Berardi pela Itália saíram em seus últimos 4 jogos

-A Itália finalizou mais vezes (17 a 7) e teve maior posse de bola (63.4%) do que a Bósnia

-A Holanda finalizou mais vezes (19 a 9) e teve mais possse de bola (54,5%) do que a Polônia


Classificação

GRUPO A1

1. Itália*: 12 pontos
2. Holanda: 11 pontos
3. Polônia: 7 pontos
4. Bósnia**: 2 pontos

*Classificada
**Rebaixada