<
>

Jornal argentino volta a criticar Romero e diz que ex-Corinthians não pediu desculpas por causar lesão em Palacios

Autor do gol do Paraguai no empate em 1 a 1 com a Argentina em La Bombonera, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, Ángel Romero segue sendo alvo de críticas pesadas da imprensa argentina. Não por ter balançado as redes, mas pela grave lesão de Exequiel Palacios.

O volante do Bayer Leverkusen sofreu uma fratura de vértebra na região lombar após uma joelhada do atacante paraguaio, e segue internado em um hospital de Buenos Aires.

Em sua edição deste sábado, o diário Olé, voltou a condenar a atitude de Romero, e foi além: se levantou contra a posição do ex-corinthiano, que não se manifestou em redes sociais sobre o corrido com o argentino.

O jornal recorda que Romero usou sua conta em conjunto com o irmão, Óscar, no Instagram para comemorar o empate paraguaio, mas não se dirigiu a Palacios, que ainda seguirá internado por mais alguns dias. Árbitro na partida, Raphael Claus puniu o atacante com o cartão amarelo.

“Foi uma atitude excessiva e desonesta. Totalmente fora de cabimento. A situação de Palacios poderia ter sido pior do que foi, embora Exequiel ainda deva ficar entre dois e três meses sem jogar. Nos próximos dias receberá terá alta e irá para a casa dos familiares”, afirmou Donato Villani, chefe do departamento médico da AFA.

“Essas coisas devem ser banidas do futebol. De maneira nenhuma você levanta os joelhos assim. Quem está à frente não é um inimigo, é um companheiro de trabalho que circunstancialmente está do lado oposto”.

Agora sem Palácios, a Argentina volta a campo pelas eliminatórias no confronto frente o Peru, na terça-feira (17), no Estádio Nacional, em Lima. O Paraguai recebe a Bolívia no mesmo dia, no Defensores del Chaco, em Assunção. Os argentinos ocupam agora a segunda colocação na classificação, com sete pontos. Os paraguaios são os quintos, com cinco.