<
>

Ex-atacante inglês revela: 'Nunca quis tanto na minha vida bater em alguém tão forte quanto Marcelo'

play
Em treino do Real Madrid, Sergio Ramos acerta chutaço no ângulo e tira sarro de Courtois (0:15)

O zagueiro do clube merengue ainda publicou o vídeo em suas redes sociais marcando o goleiro belga - @sergioramos (0:15)

Aposentado desde 2019, Peter Crouch revelou nesta quinta-feira (12) bastidores de "uma noite para esquecer" que viveu na Champions League. Em declarações ao podcast From the Horses Mouth, o ex-jogador disse que "nunca na vida quis tanto esmurrar alguém" quanto o brasileiro Marcelo.

Em 2011, defendendo o Tottenham, o atacante enfrentou o Real Madrid nas quartas de final. Na primeira partida, disputada no Santiago Bernabéu, o inglês foi expulso com apenas 15 minutos de jogo, quando os merengues na venciam por 1 a 0. O seu primeiro cartão aconteceu após um carrinho dado em Sérgio Ramos. O segundo, logo após, repetindo a mesma jogada contra o lateral-esquerdo.

“No primeiro cartão que recebi até posso aceitar a decisão do árbitro, após a entrada sobre Sergio Ramos. O segundo, não. Foi culpa do Marcelo. Fui disputar a bola e ele 'mergulhou'. Nem toquei nele. Ele pulou e se jogou, rolando na grama”, disse Crouch, relembrando como ficou após ter sido expulso.

“Existe até uma câmara que mostra Marcelo olhando para o árbitro e comemorando quando recebi o vermelho. Imediatamente depois já estava de pé. Nunca quis tanto na minha vida bater em alguém tão forte. Para ele foi como se fosse uma vitória. Venceram, e eu fui manipulado. Fui ingênuo e me pagaram”, afirmou.

O confronto na Espanha foi um verdadeiro pesadelo para Peter Crouch. Após acabar expulso, o inglês ainda viu sua equipe ser goleada por 4 a 0, com gols de Adebayor (duas vezes), Di María e Cristiano Ronaldo. Na volta, no antigo White Hart Lane, os merengues venceram novamente, com outra bola de rede de CR7, e avançaram para as semifinais.

Hoje aos 39 anos, Peter Crouch viveu seu grande momento no futebol em 2005, com a camisa do Liverpool, quando o time conquistou o título da Champions League. No ano seguinte, o atacante ainda faturou a Copa da Inglaterra e a Supercopa da Inglaterra pelos Reds.