<
>

Técnico que foi alvo do Palmeiras precisa desmentir clima ruim e até briga em rival do Flamengo na Libertadores

play
Zé Elias diz que Flamengo é favorito em confronto com São Paulo na Copa do Brasil (2:13)

O ex-jogador não acredita em clima de revanche após o 4 a 1 no Maracanã, mas espera o Rubro-Negro com outro espírito para as quartas de final (2:13)

Técnico cobiçado pelo Palmeiras após a demissão de Vanderlei Luxemburgo, Sebastián Beccacece convocou uma entrevista coletiva para desmentir a existência de um clima ruim entre ele e os jogadores do Racing, da Argentina.

A situação acontece a poucas semanas do confronto com o Flamengo pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Foi depois de o time ser goleado pelo Atlético Tucumán por 4 a 1 que começaram a aparecer rumores de que o treinador teria discutido com o chileno Marcelo Díaz e pedido a diretoria o afastamento do volante. Também passou a ser noticiado que o responsável pela segurança do Racing, Mario Briceño, teria tido uma reunião particular com o elenco sem a presença do treinador.

"Aqui a harmonia continua a reinar como nos dias anteriores. Continuamos trabalhando em um clima ótimo, com um grupo unido, com pessoas que querem trabalhar, embora estejam com o espírito ferido pela derrota [para o Tucumán]”, iniciou o técnico.

“Não demiti ninguém, todos trabalhamos no mesmo lugar, com respeito pelo espaço do outro, porque eu acredito nisso e foi educado assim. Minha alegria é imensa por estar aqui. É estranho que isso tenha viralizado porque é uma notícia falsa”, prosseguiu.

play
2:13

Zé Elias diz que Flamengo é favorito em confronto com São Paulo na Copa do Brasil

O ex-jogador não acredita em clima de revanche após o 4 a 1 no Maracanã, mas espera o Rubro-Negro com outro espírito para as quartas de final

“Eu conheço o ambiente dos grandes clubes e o que pode acontecer após uma derrota. Confiamos no grupo, no trabalho, promovemos garotos, tivemos um alto percentual de pontos em processo de crescimento...", completou.

Sobre o encontro entre o elenco e o chefe da segurança, o treinador explicou que realmente aconteceu, mas que nada foi escondido dele. Disse que Briceño pediu para dar uma palavra aos jogadores e que ele apoiou.

Também chamou de falsas as informações de que teria brihado com Díaz e que já não o quer no elenco.

“Não briguei com Marcelo Díaz, que admiro, nem o tirei dos treinos. Avise aos torcedores que o treinador não fez nada de estranho, que está a todo vapor, feliz por estar no Racing, com um grupo comprometido, apoiado pela liderança e pela diretoria”, disse.

Beccacece atribuiu as notícias a "fogo amigo": “Não podemos perder de vista que estamos em um ano eleitoral”.

Flamengo e Racing se enfrentam pelas oitavas de final da Copa Libertadores em 24 de novembro, no estádio Presidente Perón, e em 1º de dezembro, no Maracanã. Os flamenguistas decidem em casa por terem melhor campanha.