<
>

Bernard marca, mas United conta com Bruno Fernandes inspirado e 1º gol de Cavani e vence Everton de virada

De nada adiantou o primeiro gol de Bernard na Premier League. O Everton sofreu a virada do Manchester United, graças ao inspirado Bruno Fernandes e ao primeiro gol do uruguaio Edinson Cavani na Inglaterra, e perdeu por 3 a 1, em Goodison Park, em Liverpool, neste sábado (8), pela oitava rodada.

O resultado deixou o Everton ainda mais distante da ponta e numa crise existencial. A equipe somou apenas quatro pontos nos últimos cinco jogos, com três derrotas consecutivas, um empate e uma vitória. Agora, está no quinto lugar, com 13 pontos.

Um placar duro de engolir depois de Bernard abrir o placar com apenas 14 minutos, em um bom momento para os mandantes. A impressão naquele instante é que eles dariam ao United mais um dia de sofrimento em 2020/21.

Mas os torcedores do Everton não podiam imaginar um sábado tão inspirado do português Bruno Fernandes, em dia extraordinário. Ele marcou duas vezes, aos 25 e aos 32, e ainda deu a assistência nos acréscimos da etapa final para Cavani.

Foi o primeiro tento do uruguaio pelo United e na Premier League (ele que já foi artilheiro na Itália e na França).

Clique aqui e assista no ESPN App, na íntegra, à reprise de Everton 1 x 3 Manchester United.

Ainda assim, não deixa de ser importante ressaltar que os tentos também ocorreram em erros defensivos do Everton, especialmente o primeiro (com Bruno Fernandes cabeceando entre dois defensores) e o último (contra-ataque iniciado na defesa dos Red Devils).

Por isso, o técnico Carlo Ancelotti "ganhou" um tempo para trabalhar. Ele terá duas semanas sem jogos (por causa da data Fifa) para arrumar e repensar seu Everton. O time venceu quatro jogos consecutivos, liderou a competição por três rodadas e perdeu o brilho.

Já o Manchester United pôde celebrar uma pequena ascensão na tabela de classificação. Ainda está em um vexatório 13º lugar (pouco para a tradição do clube), mas com dez pontos e um jogo a menos (e a três pontos do sexto).

Para os Reds Devils valeu ainda uma marca rara de se conseguir na Premier League. Foi o sétimo triunfo consecutivo como visitante, somando placares da última temporada, algo que não ocorria com o clube desde 1993 (veja abaixo).


Ficha técnica

Everton 1 x 3 Manchester United

GOLS - Bernard (EVE), aos 19 min/1ºT, Bruno Fernandes (MAN), aos 25 min/1ºT, e Rashford (MAN), aos 32 min/1ºT; Cavani (MAN), aos 50 min/2ºT

EVERTON: Pickford; Coleman, Keane, Holgate e Digne; Doucoré, Allan e Sigurdsson (Iwobi); James Rodríguez (Tosun), Calvert-Lewin e Bernard. Técnico: Carlo Ancelotti

MANCHESTER UNITED: De Gea; Wan-Bissaka, Lindelöf, Maguire e Shaw (Tuanzebe); McTominay e Fred; Juan Mata (Pogba), Bruno Fernandes e Rashford; Martial (Cavani). Técnico: Ole Solskjaer


Estatísticas

Bruno Fernandes chegou a 33 jogos pelo United, com 18 gols e 13 assistências.

Primeira vitória de Ole Solskjaer como técnico do United contra o Everton. Até então ele somava dois empates e uma derrota.

United chegou a 7ª vitória consecutiva como visitante na Premier League, igualando marca do final da temporada 1992/93 e início da 1993/94. Naquela época, bateu Norwich, Coventry City, Crystal Palace, Wimbledon, Norwich, Aston Villa e Southampton.

Everton vai ladeira abaixo. Fez apenas 4 pontos dos últimos 15 na Premier League.


O português voador

Bruno Fernandes foi o remédio do United para combater o bom início de jogo do Everton, neste sábado (8). Os donos da casa abriram o placar em uma joga rápida, com três toques na bola apenas, aos 14 minutos.

O goleiro Pickford deu um chutão para o campo de ataque, o suficiente para Calvert-Lewin dar uma "casquinha" na bola e desviar ela para o brasileiro. Ele ficou no mano a mano com Wan-Bissaka, cortou a marcação para dentro e bateu no gol.

A reação do United demorou seis minutos. Foi quando Shaw cruzou da esquerda para Bruno Fernandes, que veio na corrida e conseguiu finalizar de cabeça entre os dois zagueiros do Everton, aos 25 minutos.

"Turbinado", o português de 26 anos participou de uma tabela com Rashford e ao cruzar a bola para o companheiro acabou colocando tanto efeito que ela entreou no gol, aos 34. A organização da Premier League entrou em cena para averiguar se, ao sair dos pés de Bruno Fernandes, a bola foi diretamente ao gol ou se o inglês conseguiu desviar. Foi gol do português mesmo.


Ritmo mais calmo

Depois de um jogão no primeiro tempo, a segunda etapa foi em ritmo mais tranquilo, mais lento e da forma como o United desejada. Os Red Devils cozinharam o Everton em fogo baixo, administrando a vantagem e evitando correr riscos.

Nesse sentido, não deixou de ser decepcionante a atuação do Everton. Os donos da casa demonstraram falta de força e até de vontade de mudar a história. As mudanças de Ancelotti não surtiram muito efeito.

É irônico dizer, embora seja verdade, que o torcedor só sentiu alguma emoção mais forte nos acréscimos. Foi quando Abdoulaye Doucouré teve a chance de empatar, ao finalizar de pé direito, mas não conseguiu. Gerou um contra-ataque...

E foi nesse contra-ataque que Cavani, que substituiu Martial, finalizou como artilheiro, sem chances para Pickford.


Classificação

- Everton, 5º lugar, 13 pontos

- Manchester United, 13º lugar, 10 pontos


Próximos jogos

  • Sábado, 21/11, 12h*, Manchester United x West Bromwich, Premier League

  • Sábado, 21/11, 12h*, Fulham x Everton, Premier League

*horário de Brasília