<
>

Barcelona aceitou participar de uma futura Superliga Europeia, diz Bartomeu

Logo depois de anunciar a renúncia ao cargo de presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu também revelou que o clube aceitou participar de uma futura Superliga Europeia.

A competição vem sedo organizada por alguns clubes da Inglaterra. O objetivo é ter um torneio mais selecionado, com acesso restrito aos principais times do Velho Continente.

“Posso anunciar uma medida extraordinária: o Barcelona aceitou participar numa futura Superliga europeia de clubes. Vai ficar a critério da próxima direção decidir se leva esta participação para a votação na Assembleia-Geral", disse Bartomeu.

A ideia dos times ingleses é que essa competição tenha 18 equipes das cinco principais ligas (Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália e França).

Segundo a emissora Sky Sports, 12 times que representam as cinco ligas estariam negociando para serem os membros-fundadores da competição.

Por outro lado, a Fifa não apoia a competição. O objetivo da entidade é finalizar o novo Mundial de Clubes, que estava inicialmente marcado para 2021 e que deve acontecer em 2022.

A competição aconteceria de quatro em quatro anos e envolveria 24 equipes. A intenção é ocupar a janela no calendário deixada pela extinta Copa das Confederações.