<
>

Por mais força ofensiva no Botafogo, Pedro Raul defende dupla com Babi no ataque

play
Rodrigo Cascino aponta favorito em confronto entre Inter e Flamengo: 'Está em um estágio diferente' (1:40)

Líderes do Brasileirão se enfrentam no domingo (1:40)

O Botafogo tem sofrido no Campeonato Brasileiro com a alta quantidade de empates. Tanto que o time alvinegro continua na parte de baixo da classificação, com 19 pontos (três acima da zona de rebaixamento).

A equipe comandada por Bruno Lazaroni tem utilizado dois atacantes: Pedro Raul e Matheus Babi. E o primeiro procurou defender a manutenção da dupla, com confiança para que os resultados apareçam logo.

“Tendo mais força ofensiva sempre vai ser bom para o atacante. A gente tem características parecidas. Mas eu acho que mesmo assim a gente tem diferenças. Sempre que um tiver que jogar ou os dois juntos, vai ser em prol do clube e do bem coletivo. É bom jogar com ele, sim, porque atrai mais a atenção adversária", disse o atacante.

"Às vezes, a gente tem que fazer o papel sujo, que a gente fala, para abrir espaço para as outras posições, mas é sempre em prol da equipe e do coletivo porque só assim que a gente consegue colher os frutos lá na frente”, completou.

Pedro Raul também falou sobre as saída da área e afirmou gostar da liberdade para se movimentar.

“Eu sempre joguei e sempre gostei de jogar assim. Apesar da minha altura e do meu porte físico não sou um atacante de ficar parado. Gosto de ter mobilidade e participar do jogo porque sinto que posso ajudar na criação. O Bruno me passa bastante confiança e mostra muitos vídeos. Hoje em dia os atacantes têm que ser assim”, declarou o atacante.

O técnico Bruno Lazaroni ganhou a semana para trabalhar visando o confronto da próxima terça-feira, contra o Cuiabá, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.