<
>

Campanha de Rashford contra fome infantil une empresas e restaurantes da Inglaterra

O atacante Marcus Rashford, do Manchester United, foi o principal assunto dos jornais britânicos nesta semana. Depois de marcar o gol da vitória dos Diabos Vermelhos contra o Paris Saint-Germain, na terça-feira, o jovem jogador de 22 anos movimentou as redes sociais com uma campanha contra a fome infantil.

Rashford vinha pressionando o governo inglês para estender um plano de vale-refeição para crianças durante as férias escolares de inverno. O serviço, que auxilia 1,5 milhão de estudantes, estava previsto para encerrar durante o Natal, mas o atacante pediu que fosse estendido até a Páscoa de 2021.

Por conta da pressão do jogador, a Câmara dos Comuns do Reino Unido precisou votar, na quarta-feira, em uma moção a favor da continuação do plano de vale-refeição. A proposta, no entanto, foi derrotada por 322 votos a 261.

Agora, Rashford está utilizando suas redes sociais para divulgar a FareShare, rede de caridade destinada a aliviar a pobreza alimentar e reduzir o desperdício de alimentos no Reino Unido, e promover empresas e restaurantes que oferecerão refeições gratuitas durante as férias escolares.

Nesta sexta-feira, o atacante divulgou dezenas de estabelecimentos de diferentes locais da Inglaterra que se disponibilizaram a combater a fome infantil. Joe Anderson e Andy Burnham, prefeitos de Liverpool e Manchester, também aderiram a campanha.

“Estou me despedindo com um sentimento de orgulho esta noite. As estrelas desta nação estão nas comunidades locais. Mesmo depois de receber os maiores golpes, você envolve sua comunidade para pegar as crianças quando elas caem. Eu realmente não posso agradecer o suficiente, vocês são incríveis”, escreveu o jogador em sua conta oficial no Twitter.

Também em 2020, Rashford forçou o governo do Reino Unido a reverter sua decisão de não estender os vales-alimentação escolar durante as férias de verão. Por conta da ação, o atacante foi condecorado, no início de outubro, pela Rainha Elizabeth II com a medalha da Ordem do Império Britânico.