<
>

Pelé, 80 anos: Veja 12 superfotos históricas do 'rei do futebol', com Tyson, celebrando gol, carregado...

play
Pelé, 80 anos: 'Quando eu for para o céu, espero que Deus me receba como todos me recebem no querido futebol' (1:13)

Pelé completa 80 anos nesta sexta-feira (23/10) (1:13)

Edson Arantes do Nascimento, a lenda Pelé, faz 80 anos nesta sexta-feira 23 de outubro de 2020. Oito décadas de um ser-humano muitas vezes visto como um super-herói, tal foi seu poder dentro de campo, tal ainda é seu poder fora dele.

O mineiro de Três Corações, em Minas Gerais, virou sinônimo de vitória, magia, sucesso.

É aclamado como o 'rei do futebol', o 'melhor jogador de todos os tempos'.

Eternizou-se vestindo apenas três camisas: a do Santos, a do Cosmos-EUA e a da seleção brasileira.

Pelé deu show, foi carregado, fez golaços e mais golaços.

Pôs na história até lances que não acabaram com a bola nas redes (quantas vezes você já leu e/ou ouviu "o gol que Pelé não fez"). Ganhou títulos de sobra.

Com a bola, Pelé foi gênio!

E nesta data tão simbólica, o ESPN.com.br preparou uma seleção de 12 fotos históricas do 'rei do futebol'.

Um recorte, apenas isto, de Pelé jogando, dando autógrafos, sendo carregado...

Um trabalho em parceria com a agência Getty Images, cujo diretor de arquivo, Bob Ahern, escreveu algumas palavras à reportagem sobre o impacto do rei nos Estados Unidos - leia após a seleção de imagens abaixo.

Pelé carregado

Pelé aos 50

Pelé e Bob Charlton

Pelé estrela de premiação

Pelé dando autógrafos

Pelé celebrando gol

Pelé em Moscou

Pelé tietado

Pelé e uma falta

Pelé melhor do mundo

Pelé com Tyson

Pelé tricampeão mundial

Bob Ahern, diretor do arquivo da Getty Images

Depois que Pelé venceu a Copa do Mundo pelo Brasil e incontáveis troféus pelo Santos, sua transferência para o New York Cosmos parecia fora de compasso, mas acabou sendo uma decisão importante que ajudou a despertar o interesse pelo futebol nos Estados Unidos.

Conhecido por suas habilidades de drible suave e finalização precisa, Pelé claramente não era o mesmo jogador em Nova York que havia sido no início de sua carreira, mas a estrela global atraiu dezenas de milhares de fãs para vê-lo no Giants Stadium e muitas vezes ficou um palmo acima da competição disputada. Incomparável.

O jogo de Pelé pareceu proporcionar aos nova-iorquinos um pouco de alívio depois de uma década difícil para a cidade, os anos 1970, e, como você pode ver nestas fotos acima, suas partidas regularmente atraíam mais de 65 mil pessoas - algo incomum até em jogos nos dias de hoje.

O legado de Pelé no futebol mundial foi cimentado muito antes dele jogar com o Cosmos, mas sua passagem pela cidade de Nova York pareceu colocá-lo em uma estratosfera diferente: ele fez os norte americanos se preocuparem com o futebol.

Vários anos atrás, ele chegou a dizer ao inglês The Guardian: “Foi a melhor coisa que fiz na minha vida. Agradeço a Deus por isso porque me tornei mais conhecido em todo o mundo depois que vim para cá."