<
>

CBF e clubes aprovam aumento do limite de inscritos e adiam discussão sobre retorno de público

play
Novo técnico do Vasco cita estágios com Mourinho, livros de Bielsa e Guardiola e último emprego no Braga: 'Trabalho extraordinário' (2:43)

Ricardo Sá Pinto falou sobre último trabalho em Portugal e seu período sem clube antes de assumir time cruzmaltino (2:43)

Nesta sexta-feira, uma reunião virtual da CBF com os clubes aprovou o aumento no números de jogadores inscritos para o Campeonato Brasileiro. Em contrapartida, o debate sobre uma possível volta dos torcedores aos estádios foi adiado.

Os dois temas haviam sido previstos na pauta da reunião, que contou com Rogério Caboclo - presidente da CBF - e os presidentes de clubes e federações. Ficou decidido que as equipes da primeira divisão podem inscrever até 50 jogadores ao invés de 40, como estava previsto anteriormente - as Séries B e C seguem inalteradas.

O aumento era uma reivindicação dos clubes, que estão sofrendo com os impactos da pandemia, seja na hora de contratar jogadores, seja perdendo atletas em partidas por conta das contaminações por COVID-19.

A discussão sobre o retorno do público aos estádios foi adiada. Os clubes de São Paulo alegaram que uma lei estadual não permitiria a eles que voltassem e os outros clubes concordaram que a medida só deveria ser discutida quando todos os envolvidos estivessem liberados.