<
>

Brasileiro Jardel, sobre Lewandowski: 'O que ele faz, eu fiz seis ou sete anos seguidos'

play
Thomas Müller aparece com cavalos, brinca sobre prêmios de melhores da Europa e até 'esquece' de Hansi Flick (1:19)

Atacante do Bayern de Munique publicou os vídeos nas redes sociais (1:19)

Vencedor da Chuteira de Ouro da UEFA em 1999 e 2002, Jardel revelou que não vê paralelo entre seu futebol e outros centroavantes do cenário europeu da atualidade. Em declarações ao jornal português Record, o brasileiro minimizou até mesmo uma comparação com Robert Lewandowski, do Bayern de Munique.

“Entrei para a história, sou único. Falo isso com humildade. O Lewandowski é um jogador que faz 45 a 60 gols por ano. O que ele faz eu fiz durante seis ou sete anos seguidos. Então, se eu agora fosse jogador valeria uns 150 ou 200 milhões de euros”, disse Jardel citando o polonês, que marcou 55 vezes na última temporada.

Revelado pelo Vasco em 1994 e campeão da Libertadores pelo Grêmio em 1996, ano em que teve sua melhor marca de gols jogando no Brasil (46), o ex-atacante marcou história no futebol português, justamente onde se sagrou maior artilheiro da Europa por duas temporadas: pelo Porto, na temporada 1998/99, com 56, e pelo Sporting, em 2001/02, com 55 bolas nas redes.

Eleito melhor jogador da Europa na temporada 2019/2020 pela UEFA, Lewandowski tem mantido uma média de ao menos 40 gols por ano desde o período 2015/2016, em seu segundo ano pelo Bayern de Munique. O polonês de 32 anos acumula atualmente cinco bolas na rede em cinco jogos pelo clube bávaro, além de outros dois com a Polônia na Nations League.