<
>

Apresentado no Corinthians, Vagner Mancini fala em resgate de identidade e promete mudança: 'Não pode deixar o esquema confortável demais ao atleta'

play
Os feitos de Tite no jogo 50 pelo Brasil e as dívidas de R$ 2,8 bilhões dos clubes brasileiros: o Giro ESPN (2:12)

Assista às principais notícias desta terça-feira no Giro ESPN com Matheus Cobucci! (2:12)

Vagner Mancini é o novo treinador do Corinthians para a temporada 2020/21. Pressionado desde o começo do trabalho, o profissional tem a missão árdua de tirar o Corinthians, em crise, com salários atrasados, da 17a colocação no Campeonato Brasileiro.

Em entrevista coletiva, o técnico foi apresentado e a principal fala foi o “resgate” ao trabalho das equipes campeãs do Corinthians. Ou como ele mesmo colocou, “atacar” primeiro as debilidades defensivas para poder assim organizar o time e conquistar os resultados com maior urgência.

“Olha, num momento inicial o Corinthians vai voltar a ser o Corinthians. Não adianta querer mudar uma cultura, uma maneira de jogar. Todo mundo tem o direito de tentar, mas num momento que a situação mostra que tem que buscar nas raízes, o Corinthians tem que jogar como jogou nas importantes conquistas. Você tem que buscar o que há de melhor, como nessas conquistas. O clube tinha dentro de campo atletas que realmente buscavam o máximo dentro de campo. Todo mundo sabia da dificuldade que era enfrentar o Corinthians na Arena. Até fora de casa tinha a marca Corinthians. Isso vai dar bons resultados. Com o passar do tempo, os ajustes serão feitos. ”, Mancini pontuou, quando perguntado sobre sua primeira ação como treinador.

O experiente treinador reconheceu as dificuldades financeiras e de elenco do clube, e avaliou assim o momento vivido:

“Eu encontro um clube que está numa situação incômoda. Mas vai reagir no campeonato. Se eu não tivesse essa certeza não estaria aqui sentado vestindo a camisa do Corinthians. Acredito muito não só nas pessoas que estão aqui e fazem parte do dia-a-dia como no elenco que tenho hoje. Essas convicções me fazem acreditar num futuro melhor. ”

“Essas dificuldades momentâneas que o Corinthians tem hoje atingiu todas as áreas da sociedade. Eu acredito num elenco que pode jogar bem daqui alguns dias, ou até amanhã contra o Athletico. Fica muito fácil apontar o que pode interferir no trabalho, mas acredito que minha vinda pra cá pode ajudar a solucionar os problemas que tem. ”, completou Mancini. Finalizando a coletiva, o novo comandante do Corinthians avaliou o trabalho que precisa fazer para potencializar jogadores que vêm sendo criticados pela torcida e adequar o seu sistema – natural intenso – de jogo, aos jogadores de características diferentes do elenco:

“Você não pode querer que o seu elenco jogue a sua maneira se ele não tem característica pra isso. É dar murro em ponta de faca todos os dias. Ao mesmo tempo, não pode deixar ao atleta um sistema que seja confortável demais. Ele também, dentro daquilo que é montado como estratégia, tem que ser gerado um tipo de desconforto para evolução. Não para gerar aborrecimento, embora esse faça parte do dia-a-dia. A gente vive com eterna pressão. Muita gente acha que essa vem só do lado externo. Isso é uma farsa. A pressão está sendo exercida dentro de cada um de nós que vivemos de futebol. É assim que você cresce. Quem consegue andar no futebol é quem consegue enxergar dessa forma. “

“Todos meus times tem uma forma agressiva de jogar. Isso eu posso pedir. Isso não interfere nas características do jogador. Isso não quer dizer que vamos ter jogadores expulsos. Agredir é diminuir na marcação, não deixar o adversário jogar, subir as linhas de marcação. Com a bola é chegar de maneira mais rápida possível no gol do adversário. Essa agressividade vai existir. Em todas equipes eu implementei. A partir do momento que se toma atitudes na vida, ser agressivo é o ponto diferencial. Não se pode ter uma equipe que queira chegar no gol adversário sem qualquer tipo de agressão. Essa agressividade talvez esteja faltando. Não estou me comparando com ninguém. Quero acertar mais do que errar. “

O Corinthians estreia com Vagner Mancini no comando, contra o Athletico-PR, nessa quarta-feira, pela 16a rodada do Campeonato Brasileiro.