<
>

Andrés cobra jogadores do Corinthians, cita culpa dele próprio e diz: 'A situação em que estamos é ridícula'

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, concedeu entrevista coletiva após a derrota para o Ceará por 2 a 1 neste domingo, resultado que deixou o time alvinegro na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro após 15 rodadas. Ele indicou, mas não confirmou que Vagner Mancini será o novo técnico do time e reconheceu o péssimo momento vivido pelo clube.

“Precisamos melhorar, o jogador precisa crescer de produção, o novo técnico que chegar precisa fazer os jogadores jogarem mais, os jogadores precisam ter consciência de que têm que dar um pouco mais cada um, porque a situação em que estamos é ridícula. O Corinthians não pode estar nesta situação, temos 23 rodadas, temos que trabalhar bastante para sair desta situação”, afirmou o dirigente, que pediu publicamente mais de uma vez um melhor desempenho dos atletas.

“Independentemente dos treinadores, os jogadores também têm que saber sua responsabilidade, temos que trabalhar todo mundo junto, e cada um saber onde toca o calo, porque a situação que está não pode ficar”, afirmou. “Acreditamos nos jogadores, tem alguns que demoram um pouco mais e com certeza vão dar resultado para o Corinthians”.

Andrés ainda defendeu o técnico interino Dyego Coelho, que comandou o time nas últimas sete partidas. “Coelho nos ajudou, é o menos culpado, a culpa é minha e dos atletas”.

Apesar da confiança de que o elenco possa se reerguer, o presidente apontou que podem chegar novos nomes, de acordo com as possibilidades.

“Estamos abertos no mercado, chegando o novo treinador, se tiver a oportunidade de contratar alguns jogadores, vamos contratar, confiamos no jogadores que temos, estão em um momento ruim, estão em fase péssima, mas com certeza têm consciência disso para melhorar nos próximos jogos.”

Com a derrota deste domingo, o Corinthians chegou a cinco partidas seguidas sem vitórias (dois reveses e três empates), estacionou nos 15 pontos e caiu para a 17ª posição, a primeira dentro da zona de rebaixamento.

A equipe alvinegra voltará a campo na quarta-feira, quando visitará o Athletico-PR na Arena da Baixada, às 21h30 (de Brasília).