<
>

Palmeiras x Flamengo pelo Brasileirão foi marcado por tribunais, Série B de olho e 'nunca deixaram de preparar para o jogo'

play
Mauro comenta festa dos torcedores na chegada do Flamengo: 'É o orgulho dos jogadores e uma resposta aos dirigentes' (4:20)

Comentarista enfatizou a atuação do goleiro Hugo, um dos melhores do time carioca no jogo (4:20)

Dias, horas, minutos de incerteza no futebol brasileiro.

O fim de semana foi repleto de batalhas extracampo por causa da (quase) suspensão do jogo Palmeiras x Flamengo pelo Brasileiro no último domingo. As siglas CBF, TRT, TST, Sindiclubes e Saferj não saíam dos noticiários, presidentes de clubes ficaram “possessos” e sugeriam até paralisação do campeonato.

Na Série B, o Confiança - com oito jogadores positivos para COVID-19 - acompanhava o desdobramento do caso para, quem sabe, buscar o adiamento de seu duelo com a Ponte Preta.

A Conmebol Libertadores chega à quinta rodada da fase de grupos com cobertura total de ESPN.com.br e ESPN Brasil e SEIS jogos com transmissão ao vivo dos canais FOX Sports e, desta vez, excepcionalmente, ESPN. Veja abaixo quais partidas, dias e horários.

De quarentena, o técnico Domènec Torrent viu o time da Gávea arrancar o empate e celebrou nas redes sociais. O auxiliar Jordi Guerrero foi o responsável por armar a equipe e trabalhou a todo momento como se o jogo fosse disputado normalmente.

Veja abaixo um relato do fim de semana que promete não acabar tão cedo no futebol brasileiro

Tribunais

O time rubro-negro tem um surto de COVID-19 entre jogadores, comissão técnica e dirigentes (41 pessoas no total), mas não conseguiu adiar o duelo marcado para as 16h (de Brasília) no Allianz Parque após pedidos à CBF e ao STJD.

No sábado, porém, uma ação do Sindiclubes (Sindicato dos Empregados em Clubes, Estabelecimentos de Cultura Física, Desportos e Similares do Rio de Janeiro) foi aceita pelo juiz Filipe Olmo, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª região, e o jogo foi suspenso.

Em sua decisão, o magistrado explicou que "em razão dos eventuais resultados falso-negativos e da possibilidade de haver infectados dentro do período de incubação, não há garantia de que os empregados saudáveis não terão contato com outros empregados que possam estar infectados".

play
4:20

Mauro comenta festa dos torcedores na chegada do Flamengo: 'É o orgulho dos jogadores e uma resposta aos dirigentes'

Comentarista enfatizou a atuação do goleiro Hugo, um dos melhores do time carioca no jogo

"Em caso de descumprimento da medida, ou seja, caso os réus insistam na realização da partida, fica estipulada multa de R$ 2.000.000,00 (Dois Milhões de Reais), a ser revertido para instituições de saúde no combate ao COVID-19", publicou Filipe Olmo.

No domingo, a desembargadora Maria Helena Motta, plantonista do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª região, rejeitou uma liminar da CBF pedindo que o jogo acontecesse. Mais tarde, o juiz Filipe Olmo determinou que o Flamengo tenha isolamento total, inclusive não podendo treinar nem viajar, por 15 dias.

O magistrado ordena que o time carioca "mantenha seus jogadores e empregados em quarentena, sem realizar partidas, treinos ou viagens, pelo período de 15 dias".

"Em caso de descumprimento da medida, ou seja, caso os réus insistam na realização da partida com o Palmeiras, fica estipulada multa de R$ 10.000.000,00 (Dez Milhões de Reais), para cada réu, de forma individualizada", publica Filipe Olmo.

A multa também será aplicada se o Flamengo não cumprir a quarentena de seus empregados e jogadores e os escale para realização de outras partidas: "No caso de realização de treinos, viagens ou concentração, aplico multa de R$ 1.000.000,00 (Um Milhão) por dia de descumprimento. Eventuais valores arrecadados com as multas aplicadas serão revertidos a instituições de saúde no combate à COVID-19, posteriormente designadas pelo juízo".

O juiz acrescentou esse isolamento rubro-negro a uma ação feita pelo Saferj, o Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, pedindo a suspensão do duelo deste domingo. Presidente da associação, Alfredo Sampaio disse à ESPN ter sido surpreendido pela decisão.

"Nosso pedido liminar é para que não houvesse o jogo, o pedido era para não jogar. A decisão de 15 dias foi do juiz, o entendimento dele, talvez por linha de coerência. Tem que ver como vão ser esses 15 dias de reclusão.. Foi uma decisão dele, especificamente dele. Não fazia parte do pedido liminar", falou.

"A maior surpresa para eles (jurídico do Saferj) foi não poder treinar por 15 dias. Agora é o Flamengo quem vai ter que lidar com isso", havia dito Alfredo Sampaio.

A possível suspensão do jogo levou dirigentes a criticarem duramente o Flamengo. Presidente do Goiás, Marcelo Almeida disse à rádio Sagres: "Cancelar o jogo do Flamengo?... E daqui a pouco, se este jogo é cancelado, já pensou se a gente pleitear uma anulação deste jogo, porque nós fomos para aquele jogo em desvantagem... E qual a diferença?"

"Eu vejo que está existindo uma disputa entre a maioria e a minoria, e a minoria neste caso é o Flamengo, que está querendo obter uma vantagem para ser obtida", continuou.

Andrés Sanchez e Sérgio Sette Câmara, presidentes respectivamente de Corinthians e Atlético-MG, também se mostraram contrários ao adiamento da partida. "Os regulamentos são claros, com previsão de penas gravíssimas: os clubes não podem pleitear nem se beneficiar de decisões da ‘Justiça Comum’ que digam respeito à organização das competições", postou o atleticano.

play
1:30

Vice do Atlético-MG diz que Flamengo tentou 'melar o campeonato' e volta a lembrar tragédia do Ninho do Urubu

Via Twitter @lasaroccunha | Lásaro Cândido foi às redes sociais para criticar diretoria rubro-negra

"O maior problema do futebol é quando um clube só pensa nele e em mais nada. Suspender um jogo é suspender o protocolo que todos toparam. Melhor paralisar o campeonato inteiro então", disparou o corintiano.

A CBF, porém, ainda tinha outra liminar sendo analisada e, poucos minutos antes do horário marcado para Palmeiras x Flamengo, conseguiu reverter a suspensão do jogo e todas as decisões feitas por Filipe Olmo. Vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), o ministro Vieira de Mello Filho afirmou que o TRT do Rio "excedeu os limites da competência territorial, pois não poderia determinar a suspensão de partida de futebol em outro estado da federação".

O Palmeiras, que sempre se posicionou contrário ao adiamento, seguiu sua programação e tinha sua equipe pronta para o início do jogo às 16h. A delegação do Flamengo, porém, permaneceu no hotel em que estava concentrada e só partiu ao Allianz Parque pouco antes das 15h30.

A decisão foi publicada no site do TST às 15h54 revertendo a suspensão da partida, e o duelo começou às 16h22, conforme publicado na súmula pelo árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima.

“Informo que a documentação do Flamengo foi entregue às 15h55, com 55 minutos de atraso em desacordo com o regulamento. De acordo com o protocolo sanitário de apresentação das equipes para a entrada em campo (equipe mandante 5' min e equipe visitante 4'min antes do horário marcado para o início da partida), o Flamengo atrasou em 22' min (vinte e dois minutos) a sua apresentação para a entrada em campo e 18' min (dezoito minutos) relacionado o horário marcado para a início da partida (16h)”, escreveu o juiz.

Adiamento?

Em isolamento por causa do resultado positivo para o coronavírus, o técnico Domènec Torrent não pôde preparar o remendado Flamengo para o duelo contra o Palmeiras. A missão ficou a cargo do auxiliar Jordi Guerrero e dos outros membros da comissão não-infectados.

“Como não estava nas mãos deles (a decisão do adiamento), nunca deixaram de preparar para o jogo. Desde que Dome soube do resultado positivo, seu staff começou a preparação para a partida”, disse uma fonte próxima ao treinador à reportagem.

O espanhol está “surpreso” por toda a situação da pandemia no Brasil, mas “aceitando que é o objetivo e centrando-se sobretudo no que ele pode aportar a partir de seu trabalho”.

Após o empate por 1 a 1, Dome foi às redes sociais parabenizar: “Extremamente orgulhoso de toda a equipe e Staff ......mais fortes, mais juntos”.

Ele só deve voltar a trabalhar presencialmente no Flamengo na próxima semana, cumprindo os 14 dias de isolamento que são necessários para inabilitar a propagação do vírus.

De olho

Quem monitorava de perto a situação do Brasileirão era o Confiança. O time sergipano estava em Campinas para o duelo contra a Ponte Preta, também no domingo, às 20h30 (de Brasília), e possui oito jogadores, além de dois membros da comissão técnica, que testaram positivo para COVID-19 antes da viagem.

Caso Palmeiras x Flamengo não acontecesse, a diretoria do Confiança iria pedir à CBF para adiar sua partida, apurou a ESPN.

Com a liminar que garantiu a realização do duelo no Allianz Parque, a equipe sergipana foi a campo e perdeu de virada para a Ponte por 2 a 1.

Veja, abaixo, os jogos da quinta rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores com transmissão ao vivo de FOX Sports e ESPN*

Terça-feira, 29 de setembro
Grupo C (o mesmo do Athletico-PR)
19h15 - Peñarol-URU x Colo-Colo-CHI - Transmissão do FOX Sports e acompanhamento em tempo real, com VÍDEOS, do ESPN.com.br

Grupo D (o mesmo do São Paulo)
21h30 - LDU-EQU x Binacional-PER - Transmissão da ESPN e acompanhamento em tempo real, com VÍDEOS, do ESPN.com.br

Grupo E (o mesmo do Grêmio)
21h30 - América de Cali-COL x Internacional - Transmissão do FOX Sports e acompanhamento em tempo real, com VÍDEOS, do ESPN.com.br

Grupo H
21h30 - Boca Juniors-ARG x Libertad-PAR - Transmissão do FOX Sports 2 e acompanhamento em tempo real, com VÍDEOS, do ESPN.com.br

Quarta-feira, 30 de setembro
Grupo B
19h15 - Palmeiras x Bolívar-BOL - Transmissão do FOX Sports e acompanhamento em tempo real, com VÍDEOS, do ESPN.com.br

Grupo D
21h30 - River PLate-ARG x São Paulo - Transmissão do FOX Sports e acompanhamento em tempo real, com VÍDEOS, do ESPN.com.br

*Horários de Brasília