<
>

Libertadores: Marinho marca mais uma vez, mudanças de Cuca decidem, e Santos vence o Delfín no Equador

O Santos bateu o Delfín em jogo válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores e está cada vez mais próximo da classificação ao mata-mata.

O time paulista aproveitou e abriu o placar logo antes da metade do primeiro tempo. Marinho, sempre ele, cabeceou forte após cruzamento de Soteldo, e marcou.

No entanto, no segundo tempo, mesmo com um jogador a mais em campo, a equipe da Vila Belmiro permitiu o empate. Jean Mota entrou na reta final e num dos primeiros toques na bola fez o gol do desempate santista.

Com o triunfo por 2 a 1, o Santos é líder do grupo G com dez pontos. Defensa y Justicia, com seis, e Olímpia, com cinco, estão na segunda e terceira posição, respectivamente. O Delfín é o lanterna com apenas dois ponto.

Ficha técnica

Delfín 1 x 2 Santos

GOLS: Juan Rojas (D); Marinho e Jean Mota (S)

DELFÍN: Dennis Corozo, Jonathan González, Cangá, Carlos Rodríguez e Nazareno; Vélez, Ortiz, Villalva e Janner Corozo; Valencia e Cortés. Técnico: Miguel Zahzú

SANTOS: João Paulo, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Diego Pituca, Carlos Sánchez e Arthur Gomes; Marinho, Soteldo e Kaio Jorge. Técnico: Cuca

Estatísticas

Marinho chegou ao seu 11º gol em 17 jogos na temporada;

Apesar da vantagem, o Santos teve apenas 5 finalizações no primeiro tempo; o Delfín, 11;

Cada time terminou com 15 finalizações na partida.


Marinho neles!

O começo de jogo foi aberto. Ambas as equipes tiveram chances de marcar, mas quem saiu na frente foi o Santos.

Aos 17 minutos, Soteldo foi levando pela ponta direita e cruzou na medida. Marinho, livre, cabeceou com força e abriu o placar.

Foi o 11º tento do jogador do Peixe na temporada.


Duas faltas, dois cartões e expulsão

Carlos Rodríguez, zagueiro do time equatoriano, levou cartão amarelo aos 38 minutos. Dois minutos depois, nova falta forte e novo cartão amarelo. Expulsão.

O Santos, que já tinha espaço no jogo após o primeiro gol, começou a receber ainda mais após o lance.


Empate do Delfín

Mas no segundo tempo, apesar das chances criadas, o Santos não conseguiu ampliar a vantagem. E quem não faz, leva.

Aos 30 minutos, Corozo fez jogada pela esquerda e cruzou. A bola desviou na defesa e sobrou para Juan Rojas empurrar para as redes.


Jean Mota decide

Após entrar aos 35, dois minutos depois foi Jean Mota quem decidiu para o Santos. Cruzamento perfeito de Raniel, que também havia entrado na partida, e o meia soltou a bomba para fazer o segundo gol santista.

No final, vitória por 2 a 1 e classificação para o mata-mata encaminhada.


Próximos jogos

O Santos volta a atuar no fim de semana pelo Campeonato Brasileiro.

*horário de Brasília