<
>

Barcelona gastou com time B mais do que Real Madrid e outros 13 clubes de LaLiga para temporada

O jornal Marca mostrou nesta quinta-feira que o Barcelona gastou 13 milhões de euros (R$ 83,7 milhões) em reforços para seu time B na temporada 2020/21.

Este montante é mais do que o Real Madrid investiu para LaLiga, além da maior parte dos outros clubes espanhóis que estão na 1ª divisão.

Até o momento, os merengues não torraram um centavo sequer em novos atletas, mesma situação de Real Sociedad, Betis, Athletic Bilbao, Valencia e Alavés.

Por outro lado, Almería, Cádiz, Valladolid, Osasuna, Elche, Levante, Huesca, Leganés, Fuenlabrada, Espanyol, Celta, Eibar e Mallorca abriram a carteira por reforços, mas gastaram menos que os 13 milhões de euros do Barça B, que disputa a Segunda B, a 3ª divisão espanhola.

Os times que torraram mais que a filial blaugrana foram Granada, Getafe, Villarreal, Sevilla, Atlético de Madrid e, é claro, o Barcelona principal.

Os três jogadores contratados para a equipe B dos culés foram os brasileiros Matheus Pereira (8 milhões de euros) e Gustavo Maia (4,5 milhões de euros) e o senegalês Moussa N'Diaye (500 mil euros).

O caso que mais chama a atenção é o de Gustavo Maia, que era jogador do São Paulo, apesar de nunca ter atuado pela equipe principal do Tricolor.

Pelo atleta, o Barça B pagou 1 milhão de euros pela preferência de compra, e, depois do período de análise expirar, deu ainda mais 3,5 milhões de euros para fechar com o brazuca.

Ele foi contratado com uma cláusula de rescisão de 300 milhões de euros e assinou contrato até 2025.