<
>

Atlético de Madrid: presidente confirma que rejeitou oferta de R$ 555,4 milhões do Manchester City por Giménez

play
Emprestado pelo Real Madrid, Kubo diverte Villarreal em 'trote' cantando música de desenho japonês (0:40)

Conhecido como 'Messi japonês', atleta de 19 anos precisou cantar a abertura de Doraemon (0:40)

O presidente do Atlético de Madrid, Enrique Cerezo, confirmou que o clube rejeitou recentemente uma oferta de 85 milhões de euros (R$ 555,4 milhões) do Manchester City por José María Giménez.

Diego Simeone considera o uruguaio um jogador imprescindível. Por isso, a equipe espanhola exigiu do City a cláusula de 120 milhões de euros (R$ 784 milhões) de rescisão no contrato.

"O City ofereceu-nos 85 milhões, mas Giménez é um jogador magnífico e estamos interessados ​​em mantê-lo", confirmou Cerezo ao Onda Cero.

Fontes disseram à ESPN que o City não planeja chegar a esse valor, exceto por uma virada inesperada, Giménez continuará no Atlético de Madrid por mais uma temporada.

O interesse por Giménez não é novo. A ESPN já informou no final de julho que tanto a equipe de Pep Guardiola quanto o Chelsea estavam monitorando de perto a situação.

Giménez também se sente feliz na Espanha e não forçará uma negociação.

O City já reforçou a defesa com a contratação de Nathan Ake, do Bournemouth, mas Guardiola quer mais um zagueiro para formar dupla com Aymeric Laporte. Koulibaly, do Napoli, e Jules Koundé, do Sevilla, estão no radar da equipe.

A ESPN apurou que o Sevilla também rejeitou recentemente outra oferta da City de cerca de 55 milhões de euros pelo francês de 21 anos. O time espanhol não descarta vendê-lo, mas deseja um valor bem superior.