<
>

Jornal conta como Atlético de Madrid torrou R$ 2 bilhões com atacantes que fracassaram

Em reportagem publicada nesta quarta-feira, o jornal El País lembrou os muitos fracassos em contratações de atacantes do Atlético de Madrid nos últimos anos.

De acordo com o diário, o time colchonero torrou incríveis 320 milhões de euros (R$ 2 bilhões) em centroavantes nas temporadas recentes, vivenciando um erro atrás de outro.

A última grande decepção foi Álvaro Morata, que fez só 16 gols em 44 partidas em 2019/20 e agora foi emprestado à Juventus.

Desde 2014, quando Diego Costa fez 28 tentos na campanha do título de LaLiga e depois foi para o Chelsea, o Atleti tenta, sem sucesso, encontrar um novo matador implacável.

Veja o custo e o desempenho dos principais fracassos:

Raúl Jiménez
Custo: 11 milhões de euros
Partidas: 28
Gols: 1

Jackson Martínez
Custo: 37 milhões de euros
Partidas: 22
Gols: 3

Luciano Vietto
Custo: 20 milhões de euros
Partidas: 38
Gols: 3

Kevin Gameiro
Custo: 30 milhões de euros
Partidas: 82
Gols: 27

Nicola Kalinic
Custo: 15 milhões de euros
Partidas: 15
Gols: 4

Álvaro Morata
Custo: 63 milhões de euros
Partidas: 61
Gols: 22

Na lista, as decepções mais fortes certamente foram Jackson Martínez e Morata.

O colombiano era uma máquina de gols no Porto, e custou bastante para ser comprado pela equipe da capital espanhola.

Em Madri, porém, ele sofreu com inúmeras lesões e fez meros três golzinhos, saindo pela porta dos fundos.

Já Morata custou bizarros 63 milhões de euros, e até conseguiu ser titular em muitos jogos.

No entanto, perdeu a posição para Diego Costa no final da temporada 2019/20 e agora foi repassado à Juve.

Vale ainda citar que a nova aposta de Simeone é Luis Suárez, ex-Barcelona, que teve sua contratação fechada nesta quarta.