<
>

Liverpool estreia na Copa da Liga, torneio 'desprezado' na era Klopp, com promessa de surpresas no time

O Liverpool estreia na Copa da Liga Inglesa nesta quinta-feira (24), às 15h45 (de Brasília), contra o Lincoln City, fora de casa. A partida terá transmissão ao vivo e exclusiva da ESPN Brasil e do ESPN App.

Atual campeão inglês e embalado por duas vitórias seguidas na atual Premier League, o time de Jürgen Klopp não costuma ligar muito para a Copa da Liga. Depois de ser vice-campeão na primeira temporada e chegar às semifinais no ano seguinte, o técnico passou a "desprezar" o torneio.

Nos últimos três anos, optou por poupar praticamente todas as estrelas e escalar jovens ercém-promovidos ao elenco, o que causou naturais eliminações. Em 2019, por exemplo, um conflito de calendário às vésperas do Mundial de Clubes fez os Reds escalarem um time quase juvenil, sem nem Klopp no banco.

Mas por que o jogo desta quinta merece atenção do torcedor do Liverpool? Justamente porque o período de experiências parece ter ficado para trás. É o que garante Pepijn Lijnders, auxiliar de Klopp, que disse na entrevista coletiva de véspera da partida que a escalação será "mais forte do que muitos imaginam".

"Será um time forte. Acho que alguns de vocês [jornalistas] ficarão surpresos, para falar a verdade", disse o braço direito do treinador alemão.

Difícil saber quem estará em campo. A tendência é que algumas estrelas, claro, sejam poupadas, até porque o Liverpool encara o Arsenal na próxima segunda-feira (28), pela Premier League. Mas não é impossível imaginar que Virgil van Dijk ou Fabinho apareçam na zaga, por conta dos problemas do setor, ou que ao menos um entre Mohamed Salah, Roberto Firmino e Sadio Mané esteja no ataque.

Outra possibilidade é que os reforços que ainda não estrearam ganhem a primeira oportunidade. O lateral-esquerdo Kostas Tsimikas, ex-Olympiacos, e o atacante Diogo Jota, ex-Wolverhampton, ainda não atuaram um minuto sequer na temporada e podem pintar na equipe titular. Quem sabe até Thiago Alcântara não apareça. Juntos, os três custaram 87,7 milhões de euros, o equivalente a R$ 572,4 milhões.

Quem quer que esteja em campo terá a missão de evitar uma eliminação precoce. Nas últimas três temporadas, o Liverpool não sobreviveu ao primeiro mata-mata nas temporadas 2017-18 (derrota por 2 a 0 para o Leicester City) e 2018-19 (perdeu para o Chelsea por 2 a 1). No ano passado, chegou às quartas de final e, com os garotos, caiu para o Aston Villa.

Chegou a hora de ir mais adiante?