<
>

Equilíbrio marca confrontos entre São Paulo e clubes equatorianos

O São Paulo entrará em campo na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), pela Libertadores, precisando mais do que nunca de uma vitória. Atual terceiro colocado do Grupo D da competição sul-americana, o time comandado por Fernando Diniz sabe da importância de somar três pontos para não ver a tão sonhada vaga para as oitavas de final ficar ainda mais distante. No entanto, para conseguir o objetivo, o Tricolor terá de superar o equilíbrio que marca seus duelos com clubes equatorianos.

O São Paulo já enfrentou cinco clubes do equador em sua história: Barcelona, Emelec, España, LDU e LDU de Loja. São 13 jogos no total, com cinco vitórias tricolores, quatro empates e quatro derrotas. Um aproveitamento de 48,7%.

O adversário desta terça-feira será a LDU, que jogará em casa, no estádio Rodrigo Paz Delgado, também conhecido como Casa Blanca. O confronto direto por uma vaga nas oitavas de final da Libertadores promete fortes emoções, não só porque os equatorianos obviamente não vão querer perder sua vaga na zona de classificação do grupo, mas também pelo fato de o São Paulo ter vencido a equipe no jogo de ida, no Morumbi.

Após a derrota para o modesto Binacional, do Peru, na estreia, o São Paulo entrou em campo contra a LDU pressionado por uma vitória. Muitos apontavam o time equatoriano como um adversário duro de ser superado, já que venceu o River Plate no primeiro jogo, ainda que os argentinos tenham atuado com os reservas. Mas, o que se viu dentro das quatro linhas foi um belo desempenho do Tricolor, que não tomou conhecimento dos rivais e trataram de vencê-los por 3 a 0.

Agora, a grande questão é se o São Paulo conseguirá repetir a dose, desta vez fora de casa, a 2850m acima do nível do mar. Os efeitos da altitude não serão tão avassaladores como contra o Binacional, que atuou a 3800m acima do nível do mar, porém, a LDU certamente vai querer aproveitar a oportunidade para vingar a derrota por 3 a 0 sofrida no Morumbi e, de quebra, se aproximar um pouco mais da vaga nas oitavas de final da Libertadores.