<
>

Corinthians: Andrés impõe condição para aceitar volta do público aos estádios e ameaça time não entrar em campo

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez não ficou agradado com a possibilidade da volta do público aos estádios no Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, a prefeitura do Rio de Janeiro e a Ferj anunciaram que pretendem permitir torcida no Maracanã no duelo entre Flamengo e Athletico-PR, no dia 4 de outubro.

"O Corinthians só aceita a volta do público aos estádios se todos os times da Série A tiverem a mesma oportunidade, independente do estado ou cidade. Se não forem as mesmas condições pra todos não entraremos em campo", postou o presidente do Corinthians, no Twitter.

Em postagem nas redes sociais, a Ferj colocou a partida Flamengo x Athletico-PR, no Maracanã, como marco. Os dirigentes vão se reunir na próxima semana para discutir a viabilidade de colocar público no confronto entre os rubro-negros.

Jogos sem torcida acontecem no futebol brasileiro desde a segunda semana de março, quando teve início no país a pandemia de COVID-19. O calendário esportivo ficou parado por quase quatro meses, até meados de julho, e voltou sem ninguém nas arquibancadas.

A CBF ainda não se manifestou oficialmente sobre a possibilidade, embora já discuta o assunto internamente com integrantes do Governo Federal. Caso a presença de público seja liberada, será feita por partes, com capacidade reduzida.