<
>

Santos fica 'surpreso' com nova punição na Fifa, mas confia que não ficará três anos sem contratar

play
Mauro fala sobre rodízio de faltas do Olimpia em Marinho no empate do Santos em jogo de Libertadores 'old school' (1:03)

Equipes empataram em 0 a 0 na Vila Belmiro (1:03)

O Santos se manifestou, na manhã desta quinta-feira (17), sobre a punição imposta pela Fifa que impede o clube de contratar por três anos, por dívidas referentes a negociações com o Hamburgo-ALE (pelo zagueiro Cleber Reis) e Huachipato-CHI (pelo atacante Soteldo).

Em nota oficial, a equipe alvinegra afirmou que foi pega de surpresa e lamentou a decisão. Contudo, ressaltou que o impedimento de contratar será retirado “imediatamente após a realização dos pagamentos aos respectivos clubes”, algo que o Santos confia que fará.

No momento, o clube já estava impedido de contratar, pela dívida com o Hamburgo. Ela impede, por exemplo, o anúncio do meio-campista Elias, que já tem acerto com o Santos.

Leia, na íntegra, o comunicado do Santos:

O Santos Futebol Clube esclarece que a punição imposta pela FIFA, referente a negociações com Hamburgo (ALE) e Huachipato (CHI), será retirada imediatamente após a realização dos pagamentos aos respectivos Clubes. A suspensão de três anos, portanto, impede o Peixe de atuar no mercado somente enquanto existirem estas respectivas pendências.

A pendência junto ao Hamburgo dura desde o ano de 2017, e é referente a aquisição do jogador Cleber Reis. Esta pendência está sendo tratada desde 2018, devido a pesadas multas e juros. O Santos FC ressalta que trabalha para o devido pagamento e espera solução definitiva.

A pendência junto ao Huachipato, por sua vez, existe desde 2019 e estava em tratativas avançadas de acordo com o executante. O Santos Futebol Clube foi surpreendido com a execução no Tribunal da FIFA. O Clube lamenta e registra que trabalha arduamente em busca das devidas soluções.