<
>

Benfica: Candidato questiona Jorge Jesus sobre Pedrinho e Gilberto, critica 'negociatas' e ironiza recusa de Cavani

A eliminação do Benfica ainda na fase prévia da Uefa Champions League para o Paok já causou rebuliço político no clube.

Com as eleições próximas de acontecerem, o presidente Luis Filipe Vieira é alvo de críticas dos opositores, que subiram o tom após a queda precoce no torneio continental.

E sobrou também para o técnico Jorge Jesus, que retornou ao Estádio da Luz após passagem vitoriosa pelo Flamengo.

"Já nos enviaram para a competição dos clubes da segunda liga da Europa. Esse será o destino do Benfica se não acordarmos a tempo. Já chega de brincadeiras. Já chega de comissões. Já chega de negociatas. PS: Grande exibição do Cavani", ironizou Bruno Costa Carvalho, um dos candidatos, citando a negociação frustrada para a contratação do uruguaio.

"Quando estivermos numa segunda divisão europeia por causa da total irrelevância que temos na Liga dos Campeões será demasiado tarde. É que isso vai acontecer muito brevemente. É muito triste. Eu luto o que posso. Podem atacar-me à vontade e defender os vossos falsos deuses".

"Falam de grandes investimentos. Mas de que grandes investimentos é que estão falando? Ora vamos lá ver:

- Cavani. Não veio. Em vez dele veio o jogador do Paulo Gonçalves (Darwin Nuñez) que foi o incrível 4° melhor marcador da segunda liga espanhola que marcou na sua vida profissional 22 golos.

- Pedrinho. JJ fartou-se de dizer mal dele antes de ser treinador do Benfica

- Gilberto. Foi contratado para defesa direito, mas JJ diz que não o convence.

E por aí fora... Andamos a brincar ao quê? Aos clubes de futebol?", continuou o candidato à presidência.