<
>

Tio de zagueiro do Olympique revela insultos de Neymar: 'Ganha quatro euros por ano'

O tio de Álvaro González, o zagueiro acusado de racismo por Neymar, foi ouvido sobre o episódio acontecido no clássico entre PSG e Olympique de Marselha, no último domingo.

Manuel Soberón defendeu seu sobrinho e disse que Neymar passou a partida, vencida pela equipe de Marselha, por 1 a 0, insultando o rival – o brasileiro acabou expulso após uma confusão que também envolveu González, a quem chamou diversas vezes de “racista”.

“As palavras que (Neymar) disse foram 'bobo', me chu... Ele o esteve insultando constantemente durante a partida. Disse que ele ganhava quatro euros e ele ganhava 10 milhões de euros por ano”, afirmou Soberón, ao canal espanhol “Cuatro”.

“Se vê desse ponto de vista, os racistas são eles”, completou o tio do zagueiro, que citou seu histórico no futebol para negar o racismo. “O melhor amigo de Álvaro no Espanyol era Caicedo, que era negro”, complementou.

Manuel Soberón também citou ameaças recebidas por González e seus familiares, incluindo sua irmã, a mãe do jogador. Questionado, ele deixou aberta a possibilidade até de acionar Neymar na Justiça. “Não sei se tomará ações contra Neymar”, respondeu.

Segundo o tio, o celular do sobrinho foi publicado nas redes sociais por seguidores de Neymar, que passaram a ameaçá-lo. A emissora espanhola, do país natal de González, afirma que uma cópia do cartão do aparelho já foi entregue às autoridades para investigação.

“Agora Neymar tenta minimizar, mas o estrago está feito. É um pouco hipócrita”, criticou Soberón. A emissora também tentou ouvir o irmão de González, que não quis falar.

Neymar e González se estranharam no final do primeiro tempo da partida no Parque dos Príncipes, válida pelo Campeonato Francês. Aos 37 minutos, o brasileiro reclamou de insultos racistas do espanhol.

"Racismo não. Racismo aqui, não", esbravejava o camisa 10 na lateral do campo. No fim da partida, Neymar acabaria sendo expulso, após tocar na cabeça do adversário – González negou ter sido racista na discussão.