<
>

Prêmio ESPN Bola de Prata: Arrascaeta brilha e é o melhor da 7ª rodada

play
Birner acredita em 'desabafo' de Diniz e analisa técnico invicto em clássicos: 'As críticas extrapolam e vão para o pessoal' (3:13)

Comentarista falou sobre a vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Corinthians (3:13)

Autor de dois gols e uma assistência na boa vitória do Flamengo sobre o Bahia por 5 a 3, o meia Arrascaeta foi o melhor jogador da 7ª rodada no 51º Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet. Éverton Ribeiro, que marcou um lindo gol e foi um dos melhores em campo na vitória rubro-negra, foi o segundo melhor da rodada.

Outros destaques dessa rodada foram também os atleticanos Alan Franco e Jair após a ótima vitória sobre o São Paulo por 3 a 0. O paraguaio Franco, com dois gols, foi o terceiro maior pontuador da rodada, seguido pelo volante Jair, que marcou um gol e deu uma assistência.

O centroavante Pedro, do Flamengo, autor de dois gols contra o Bahia, também entrou no top-5 da 7ª rodada, que teve a seguinte seleção: Rafael (Atlético-MG), Patric (Sport), Iago Maidana (Sport), Junior Alonso (Atlético-MG) e Guilherme Arana (Atlético-MG); Charles (Ceará), Jair (Atlético-MG), Éverton Ribeiro (Flamengo) e Arrascaeta (Flamengo); Chico (Atlético-GO) e Pedro (Flamengo). Técnico: Jorge Sampaoli (Atlético-MG), Jair Ventura (Sport) e Domènec Torrent (Flamengo).

Arana e Marinho voltam à seleção do Bola de Prata após a 7ª rodada Autor de um lindo gol de falta, o atacante Marinho, do Santos, chegou ao seu 4º gol no Brasileirão e voltou à seleção do Bola de Prata, superando o são-paulino Luciano.

Ao final dessa 7ª rodada, outros jogadores do São Paulo que perderam lugar na seleção do campeonato foram o zagueiro Diego Costa, superado por Luccas Claro, do Fluminense, e o goleiro Tiago Volpi, que perdeu o lugar para Gatito Fernández, do Botafogo.

Outras duas mudanças na seleção do Bola em relação à rodada anterior foram na lateral esquerda, com a volta de Guilherme Arana, do Galo, na vaga de Juninho Capixaba, do Bahia, e a entrada do volante Rodrigo Lindoso, do Inter, no lugar do companheiro Edenílson, agora o terceiro melhor.

Já entre os treinadores, Sampaoli assumiu a liderança com uma mínima vantagem sobre Eduardo Coudet (6,58 contra 6,57).

Após essa 7ª rodada, a seleção do Bola de Prata ficou assim: Gatito Fernández (Botafogo), Saravia (Internacional), Leandro Castán (Vasco), Luccas Claro (Fluminense) e Guilherme Arana (Atlético-MG); Dodi (Fluminense), Rodrigo Lindoso (Internacional), Patrick (Internacional) e Vinícius (Ceará); Marinho (Santos) e Thiago Galhardo (Internacional). Técnico: Jorge Sampaoli (Atlético-MG).

Desde 2017, o prêmio conta com a pontuação composta por 40% de estatísticas (o Algoritmo DataESPN) + 60% das notas dos jornalistas.