<
>

Pellegrini, ex-Real Madrid, detona Koeman, do Barcelona, por dispensar Luis Suárez por telefone

Na última segunda-feira, o novo técnico do Barcelona, Ronald Koeman, fez uma ligação telefônica de cerca de um minuto ao atacante Luis Suárez, um dos maiores ídolos da torcida blaugrana, e informou ao uruguaio que ele não está nos planos para a próxima temporada.

Segundo a mídia catalã, tanto Suárez quando seu melhor amigo no elenco, o argentino Lionel Messi, ficaram profundamente ofendidos com o fato, mas não se manifestaram publicamente.

Nesta sexta-feira, porém, o experiente técnico Manuel Pellegrini, ex-Real Madrid e Manchester City (e que atualmente comanda o Betis), desaprovou a atitude de Koeman.

"Pessoalmente, não acho que isso (dispensa por telefone) seja correto", assegurou, à ESPN.

"Quando você trabalha como treinador, você tem que ter a convicção e a coragem de falar cara-a-cara com o jogador e dizer que você não conta com ele para jogar", explicou.

"Eu já tive que fazer isso muitas vezes, e sei o quanto dói. Mas fazer isso pelo telefone me parece falta de respeito, tanto aos técnicos quanto aos atletas", completou.

Até o momento, Suárez não se posicionou sobre o caso. Na única manifestação que fez, por meio de seu Instagram, informou que falará em breve.

"Há pessoas usando meu nome e dizendo coisas sobre mim. Pessoas com quem não falo há anos. Eu falarei por mim quando for a hora certa", disparou.

O uruguaio está no Barça desde a temporada 2014/15 e soma 198 gols em 283 partidas pela equipe até hoje.