<
>

Champions: Após virada do PSG, técnico da Atalanta admite: 'Achei que a partida estava ganha'

play
Neymar resolve, PSG elimina Atalanta com virada incrível e avança à semifinal da Champions League (1:06)

Mario Pasalic abriu o placar, enquanto Marquinhos e Choupo-Moting definiram a vitória por 2 a 1 (1:06)

Após a derrota por 2 a 1 para o PSG, de virada nos minutos finais, pelas quartas de Champions, o técnico da Atalanta, Gian Piero Gasperini, deu entrevista em tom lacônico.

O treinador se disse "arrependido" pelas alterações defensivas que fez nos minutos finais, quando sua equipe vencia por 1 a 0, e admitiu que, na sua visão, o confronto já parecia ganho.

"O arrependimento é grande. Parecia que a gente ia conseguir, e seria um feito grande. Segue sendo uma grande atuação contra um dos grandes da Europa, e só posso agradecer meus jogadores. Estivemos perto (de vencer), parecia ganho... Mas, quando você joga contra um dos melhores times do mundo, tanto a nível técnico quanto atlético, é difícil", discursou.

Para Gasperini, a partida mudou totalmente quanto Kylian Mbappé entrou em campo, durante o 2º tempo.

"O choque causado por Mbappé foi decisivo. Nós fizemos de tudo para tentar contê-lo. Fazer mais do que fizemos seria difícil", afirmou.

"A Champions League é uma competição particular. Ela é feita de detalhes, e são os detalhes que determinam o equilíbrio final em campo", filosofou.

O técnico também lamentou algumas chances de gols perdidas pela Atalanta, que não soube aproveitar os contra-ataques quando estava em vantagem no placar.

"Em muitos contra-ataques a gente poderia ter feito algo melhor. Esses são os detalhes", reconheceu.

No fim das contas, porém, Gasperini diz que o clube de Bergamo deixa o Liga dos Campeões com a cabeça em pé.

"As pessoas da nossa cidade estão comemorando, porque sabem que esse time deu tudo de si, com entusiasmo e paixão. Nós estamos felizes e, na próxima temporada, tentaremos melhorar", prometeu.