<
>

Corinthians encara protesto em CT contra Luan após vice diante do Palmeiras: 'Pipoqueiro'

O Centro de Treinamentos do Corinthians amanheceu, nesta segunda-feira, com um protesto direcionado a Luan, dois dias depois da derrota na final do Campeonato Paulista, nos pênaltis, para o Palmeiras.

O camisa 7, principal contratação do clube para a temporada, não foi um dos cinco batedores do time do técnico Tiago Nunes e foi chamado de "pipoqueiro" em faixa pendurada no local por torcedores.

"Luan pipoqueiro. Muito dinheiro para pouca vontade. Tem que ter raça para jogar no Coringão", dizia a faixa, colocada no muro de entrada do CT, ao lado do portão onde entram os jogadores.

Em imagens que circulam nas redes sociais, além da faixa, também é possível ouvir alguns fogos de artifício e fumaça na frente do CT Joaquim Grava, na Zona Leste da capital paulista.

No sábado, o Corinthians empatou com o Palmeiras, em 1 a 1, no Allianz Parque, graças a um gol de Jô nos acréscimos do segundo jogo da final do Paulista. Nos pênaltis, porém, os donos da casa levaram o título com vitória por 4 a 3.

Em janeiro, em uma brincadeira com o Gabriel Verón, do Palmeiras, Luan chegou a falar sobre uma possível disputa de pênaltis contra o rival, ao canal "Desimpedidos" do Youtube. Ao ser questionado se bateria, o meia-atacante respondeu: "Lógico".