<
>

Gabigol acumula maior sequência sem gols desde que chegou ao Flamengo

"Hoje tem gol do Gabigol", diziam placas nas arquibancadas do Maracanã quando o futebol podia ter público. Porém, mesmo que elas pudessem ser expostas pelos torcedores, não fariam jus à realidade nos jogos recentes do Flamengo.

Passando em branco contra o Atlético-MG no domingo, Gabigol agora acumula cinco partidas sem balançar as redes. Curiosamente, desde que o Flamengo voltou a jogar na pandemia.

Mas já podemos dizer que essa é a maior "seca" de Gabigol com a camisa rubro-negra. Excluindo acréscimos, ele jogou todos os 450 minutos dos últimos cinco jogos do Flamengo e não conseguiu fazer um gol. Desde a última vez em que balançou as redes, contra o Barcelona-EQU, são 495 minutos em campo.

No começo de 2019, logo que chegou ao Flamengo, Gabigol ficou cinco jogos sem marcar também, só fazendo seu primeiro gol na sexta partida como rubro-negro. Porém, naquela ocasião, saiu do banco em duas oportunidades e demorou 368 minutos, excluindo acréscimos, para balançar as redes como flamenguista.

A seca de Gabigol poderia ter acabado no domingo, quando aos 7 minutos do primeiro tempo Bruno Henrique, com o gol livre e o camisa 9 sozinho na área sem goleiro, resolveu chutar e acabou acertando a trave.

Gabigol ainda arriscou 4 chutes a gol - parando três vezes no goleiro e errando uma finalização - na partida segundo dados do Trumedia (base de estatísticas da ESPN), mas sem sucesso

"Gabiassistência"?

Mesmo sem fazer gols, não significa que o camisa 9 do Flamengo esteja em alguma má fase, jogando mal ou algo do tipo.

Em 2020, Gabigol é o maior "garçom" do Flamengo, com 9 assistências para gol de seus companheiros, cinco delas nesses últimos cinco jogos desde que o Flamengo voltou a jogar.

Ele ainda também é o artilheiro do Flamengo no ano com 11 gols marcados em 15 jogos, uma média de 0,73 gol por partida, exatamente igual à de 2019, quando dominou o futebol nacional com 43 gols em 59 compromissos.