<
>

Thiago Galhardo exalta força do grupo do Inter e diz que eliminação no Gaúcho ficou para trás

play
Mauro analisa Gre-Nal e afirma: 'Comecem a esquecer a ideia do Grêmio impositivo com a bola; está mudando pouco a pouco' (3:43)

Tricolor gaúcho venceu o clássico e garantiu vaga na grande decisão estadual (3:43)

Mesmo começando a partida contra o Coritiba no banco de reservas, Thiago Galhardo foi um dos destaques do Internacional na vitória por 1 a 0 deste sábado, na abertura do Campeonato Brasileiro.

Quatro minutos depois de entrar em campo, o meia-atacante deu a assistência para Guerrero marcar o gol da vitória colorada. Após o triunfo, o camisa 17 explicou a razão por não ter iniciado o duelo como titular.

“Acabei começando de fora, junto com o Boschilia, até por uma questão física. Eu não fazia 90 minutos desde o jogo contra o Novo Hamburgo, no primeiro turno do Estadual, e eu senti isso. Mas o importante é a força do grupo, independente de quem entra, a gente consegue manter um nível até melhor. Na hora que a gente entra, conseguimos dar conta do recado. Fico muito feliz de dar mais uma assistência para o Guerrero e a gente conseguir sair vitorioso daqui”, disse o jogador, ao Premiere.

Antes da vitória, o Inter havia sido eliminado do Campeonato Gaúcho. Na quarta-feira, o time de Eduardo Coudet perdeu por 2 a 0 para o Grêmio, na final do segundo turno do Estadual, e alcançou a marca negativa de três derrotas para o rival na temporada. Segundo Galhardo, o revés já está no passado para o Colorado.

“É um passado para nós. Perdemos a final e temos que mudar a chave totalmente. Agora é uma competição de pontos corridos, dentro disso ainda vai ter a volta da Libertadores, a Copa do Brasil. Nós sabíamos que hoje era muito importante começar vencendo, fora de casa, até pelo revés que nós tivemos na quarta-feira”, afirmou.

Por fim, Thiago Galhardo destacou a força do elenco do Internacional.

“Nós nos fechamos como grupo. O grupo está muito fechado e com um só pensamento: conquistar títulos. Nós falamos hoje, antes de começar, que para a gente pensar em alguma coisa lá no final, tinha que começar hoje, nos jogos fora de casa, porque em casa a gente consegue ser muito forte. Hoje nós mostramos mais uma vez a força do nosso grupo”, concluiu.