<
>

Brasileiro: Petraglia cita 'apagão' e lamenta estreia sem transmissão de Fortaleza x Athletico-PR

O torcedor do Athletico-PR, que ainda comemora o título estadual conquistado contra o arquirrival Coritiba na última quarta-feira, não poderá ver a estreia do Furacão no Campeonato Brasileiro, contra o Fortaleza, na Arena Castelão, às 19h (de Brasília).

Justamente a partida que abre a principal competição do país, e que deve ser marcada por intensas disputas jurídicas entre os detentores de transmissão do torneio.

Depois de Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, se mostrar conformado com a "invisibilidade" da estreia de seu clube, neste sábado foi a vez de Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, lamentar o jogo "às escuras".

"Hoje infelizmente teremos nosso jogo (apagão) sem transmissão da TV, lamentável! (...) O momento é de beligerância e de ações judiciais entre Globo, Turner e clubes", disse o dirigente, em seu perfil no Twitter.

A não exibição de Fortaleza x Athletico tem ligação direta com as mudanças geradas pela Medida Provisória (MP) nº 984, publicada em junho pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os dois clubes têm contrato com a Turner, porém, entendendo estar amparado legalmente pela legislação, o grupo norte-americano optou pela transmissão de Coritiba x Internacional, também marcado para este sábado, às 19h30, no Couto Pereira. A Globo, que detém os direitos de TV aberta de ambos os clubes, também optou em transmitir a partida.

Aos torcedores de Fortaleza e Athletico-PR, restou o rádio para acompanhar o duelo. Petraglia também aproveitou para ironizar esta saída. "Cobrarmos destes veículos (rádios) pelo nosso conteúdo. Eles vendem para seus anunciantes, nada pagam e têm acesso e lugares especiais no estádio", protestou pelas redes sociais.