<
>

Reforço de R$ 143 milhões ainda não chegou ao Manchester City, mas já desagradou Guardiola

O novo reforço do Manchester City, o atacante Ferran Torres, 20, já irritou Pep Guardiola, disseram fontes à ESPN, com suas críticas fortes e diretas ao Valencia nesta semana.

O técnico do City não ficou muito satisfeito com os comentários de Torres, feitos ao jornal espanhol “Marca” na última quarta-feira (5), um dia após a oficialização de sua transferência por 23 milhões de euros (cerca de R$ 143 milhões).

O jovem se despediu com uma série de ataques ao ex-clube. Foram declarações afiadas direcionadas ao capitão Dani Parejo, aos dirigentes do clube e até aos jornalistas locais. A repercussão foi bastante negativa.

Um atacante veloz, pelo lado dos campos, considerado o melhor jogador jovem da Espanha, Torres tinha mais um ano de contrato para cumprir com o Valencia, mas o seu valor de mercado (dado o potencial) era considerado baixo.

Ele optou pelo City após o assédio de vários clubes europeus. Assinou até 30 de junho de 2025.

O jogador fez três exigências extravagantes para não deixar o Valencia: pedir um dos maiores salários do time, ser capitão e envolver o proprietário Peter Lim nas conversas.

Fontes disseram à ESPN que Guardiola tomou conhecimento da entrevista no dia anterior à sua publicação e ficou impressionado com seu conteúdo. O técnico acredita que tais desacordos nos bastidores devem permanecer em sigilo.

O treinador catalão também achou imprudente Torres revelar detalhes da saída do clube de infância de forma tão negativa, numa época em que ele deveria estar positivo por vir ao City.