<
>

Europa League: Inter bate Getafe com Lukaku alcançando marca expressiva e avança às quartas de final

A Europa League voltou! E a Inter de Milão venceu o Getafe por 2 a 0 nesta quarta-feira (5) para garantir vaga nas quartas de final do torneio. O jogo foi de mando dos italianos, mas realizado em Gelsenkirchen, na Alemanha - sede definida pela Uefa para a conclusão do torneio.

Lukaku foi o autor do primeiro gol, estabelecendo marca impressionante de pelo menos um gol em suas 8 últimas partidas na competição, o que igualou o recorde pertencente a Alan Shearer, que atingiu o feito defendendo o Newcastle United, em 2005. Quem fechou o placar foi Eriksen, saindo do banco e marcando no minuto seguinte.

Essa partida de oitavas de final foi realizada em jogo único, já que as equipes não fizeram o jogo de ida antes da paralisação pela pandemia de coronavírus. Sevilla x Roma, que acontece na quinta-feira (6), é a única outra partida na mesma circunstância.

O adversário da Inter nas quartas de final - disputada na próxima segunda-feira (10), em Dusseldorf - é o vencedor de Rangers x Bayer Leverkusen, partida que acontece na quinta (6).

Ficha técnica

Inter de Milão 2 x 0 Getafe

GOLS: Lukaku e Eriksen (INT)

INTER DE MILÃO: Handanovic; Bastoni, De Vrij, Godín; Young, Gagliardini, Brozovic (Eriksen), Barella, D'Ambrosio (Biraghi); Martínez (Sánchez), Lukaku. Técnico: Antonio Conte.

GETAFE: Soria; Olivera (Portillo), Etxeita, Djené, Suárez; Cucurella, Arambarri (Duro), Timor, Nyom (Jason); Maksimovic (Rodríguez); Mata (Molina). Técnico: José Boradalás.


Estatísticas

  • Lukaku marcou nas últimas 8 partidas de Europa League, igualando o recorde estabelecido por Alan Shearer em 2005, pelo Newcastle

  • Essa é a primeira temporada em que o belga marca mais de 30 gols por uma equipe

  • Eriksen tem 2 gols em 3 jogos na Europa League

  • A posse de bola dos italianos foi um pouco superior: 53%

  • Já nas finalizações, deu Getafe, mesmo que a o aproveitamento tenha sido péssimo: 10 (5 no alvo) para a Inter contra 17 (2) para os espanhóis


Primeiro tempo de sufoco

A Inter de Antonio Conte entrou como favorita no jogo - muito pela ótima campanha na Serie A desde a volta aos gramados, garantindo a vice-liderança -, mas quem começou melhor foram os espanhóis.

Nos primeiros 30 minutos, o Getafe chegava muito bem até Handanovic, tendo perdido chance claríssima com Mata aos 18.

Em uma das poucas chances da Inter, o zagueiro Bastoni mandou bola muito longa ara Lukaku, que lutou para manter a posse e abrir o placar aos 32 minutos.


VAR aparecendo e Eriksen matador

Já na segunda etapa, quando a Inter parecia mais confortável em campo, Godín foi mal ao disputar bola aérea e colocou a mão na bola. Depois de checar o VAR, o árbitro assinalou o pênalti. No entanto, Molina errou o alvo na cobrança e desperdiçou a chance de empate do Getafe.

Eriksen entrou em campo aos 37 da segunda etapa e matou o jogo um minuto depois, garantindo a classificação dos italianos aproveitando trapalhada da defesa adversária.