<
>

Portões fechados prejudicam quem joga em casa? Ligas europeias mostram os primeiros resultados

play
Cristiano Ronaldo recebe medalha do título italiano e comemora como se fosse 1º título da carreira (0:13)

Atacante da Juventus vibrou muito com a conquista do campeonato italiano - via @espnfc (0:13)

Em meio à pandemia de COVID-19, o futebol ficou meses sem ser disputado – a primeira grande liga a voltar no mundo foi a da Alemanha, na segunda metade de maio. Com portões fechados, a Bundesliga transmitia uma mensagem clara para os fãs de esportes: o “novo normal” traria uma cara nova ao futebol, em que o mando de campo não diria muita coisa, sem a força da torcida.

Nas primeiras semanas, foi uma enxurrada de vitórias dos visitantes nos estádios vazios da primeira divisão do país. Em determinado momento, com quatro vitórias dos mandantes, cinco empates e dez vitórias dos visitantes, o aproveitamento de quem jogava em casa na liga era de apenas 29,8%.

Com a volta dos outros campeonatos, o “novo normal” foi se ajustando às antigas tradições do futebol e parou-se de falar no assunto. Agora, com o fim das principais ligas nacionais europeias, é possível analisar se realmente há uma queda de vantagem sem as torcidas nas arquibancadas.

Países em que houve piora dos mandantes

Antes da pandemia, na temporada 2019/20 da Bundesliga, o aproveitamento dos times da casa era de 50,4%, um número baixo, mas ainda assim 10,2% melhor do que viríamos depois, nos 83 jogos com portões fechados (só 40,2%).

Os times da Espanha também tiveram uma queda significativa. Se antes, os mandantes em LaLiga conquistaram 57,2% dos pontos, sem torcida esse número caiu para 49,5%, uma piora de 7,7%. Foram 111 partidas nestas condições no país.

Países em que houve melhora dos mandantes

Por outro lado, Itália e Portugal mostraram que isso não é uma regra, e nestes dois casos o aproveitamento de quem jogou em casa melhorou com portões fechados.

Na Série A, antes os mandantes conquistaram 47,6% dos pontos, e depois 51,8% (melhora de 4,2%). No Campeonato Português, subiu 4,5%, de 48,5% para 53,0%. No Campeonato Italiano, tivemos 128 jogos com estádios vazios, e no Português, 90.

play
0:13

Cristiano Ronaldo recebe medalha do título italiano e comemora como se fosse 1º título da carreira

Atacante da Juventus vibrou muito com a conquista do campeonato italiano - via @espnfc

A Premier League ficou em cima do muro, passando de 53,1% para 54,0%, uma melhora quase insignificante de 0,9%. O Campeonato Inglês terminou com 92 jogos sem torcida.

Pegando esses 5 campeonatos, no geral, vemos uma queda de aproveitamento dos mandantes, mas bem leve: de 51,6% para 50,0% (-1,6%). Agora é ficar de olho nos efeitos disso em jogos aqui no Brasil.