<
>

Presidente do Cruzeiro garante que clube não jogará Série C: 'Torcedor pode ficar tranquilo'

Na segunda-feira, Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro, revelou que o clube poderia ser rebaixado para a Série C do Brasileirão após novo pedido do Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, à Fifa. Mas nesta terça, em entrevista para o SportsCenter, o dirigente explicou a declaração e negou o risco de queda.

"A torcida pode ficar tranquila. Com isso, garantimos os recursos para que isso (rebaixamento) não aconteça. Vamos jogar a Série B normalmente. O rebaixamento para a Série C nunca vai acontecer na nossa gestão", explicou o presidente.

Sérgio Santos Rodrigues afirmou que obteve liberação do Conselho do clube para a alienação de um imóvel com "mais que o dobro" do valor pedido pelo Al Wahda na Fifa pela contratação do volante Denílson - a dívida é de cerca de R$ 5 milhões.

Veja como foi a entrevista do presidente do Cruzeiro para o SportsCenter

"O segundo passo do processo do Al Wahda seria o rebaixamento. Mas isso não chega de uma hora para outra. Na pior das hipóteses, teríamos, no mínimo, 30 dias", concluiu o presidente.

Vale lembrar que, exatamente pelo processo envolvendo o Al Wahda, o Cruzeiro já foi punido e começará a Série B com seis pontos negativos na tabela.