<
>

Barcelona vai cortar quase R$ 2 bilhões do orçamento por causa da COVID-19, diz jornal

O Barcelona prepara um corte no orçamento da temporada 2020/21 de até 300 milhões de euros (hoje, R$ 1,845 bilhão), fruto do impacto da COVID-19 nas receitas com futebol, patrocinadores e parceiros.

A informação é do jornal “LaVanguardia” deste sábado (1º de agosto), cuja publicação afirma que o número faz parte de uma projeção feita pela diretoria do clube catalão para ser discutida na assembleia dos sócios, em outubro.

O diagnóstico é ainda mais pesado, pois prevê que o efeito da crise financeira pode demorar até quatro anos para ser superado pelo clube. Ou seja, as próximas temporadas também serão impactadas pela crise financeira.

Antes da pandemia, o clube trabalhava com 1,1 bilhão de euros (R$ 6,7 bilhões) no orçamento da temporada 2020/21. Agora, passados cinco meses de convívio com a pandemia, a previsão mais otimista aponta 800 milhões de euros (R$ 4 bilhões).

O jornal explica que as receitas foram muito comprometidas entre 14 de março e 30 de junho, período mais rigoroso da quarentena pela COVID-19 na Espanha e que coincidiu com a data final do ano fiscal na Espanha.

A diretoria já tem um plano de austeridade preparado para minimizar os ricos, evitando comprometer receitas futuras e endividar o clube. Vale lembrar que se o time for eliminado na Champions League (o torneio será retomado na próxima semana), será a primeira temporada desde 2008 sem qualquer título para a geração de Messi e Cia.

Um efeito prático é a possível desistência de Lautaro Martínez, da Inter de Milão. A diretoria do Barcelona pretendia fazer uma proposta e avançar na negociação, maso presidente Josep Maria Bartomeu pediu para congelar a operação.

O Barcelona pretende priorizar as saídas do elenco para desafogar a folha salarial. Assim, diz a publicação, jogadores como Philippe Coutinho (está emprestado ao Bayern de Munique) e Martin Braithwaite são as bolas da vez no mercado de transferências.

Mas a lista tem outros nomes de peso, como o francês Antoine Griezmann, embora oficialmente o clube diga o contrário. Vale lembrar que a janela de transferências será aberta excepcionalmente em 4 de agosto e não será fechada antes de 5 de outubro.