<
>

Diretor do São Paulo fala em 'decepção gigantesca' e não descarta mudanças

play
Executivo de futebol do São Paulo, sobre Fernando Diniz: 'A gente perdeu dentro de campo, a gente não perdeu na área técnica' (0:44)

Alexandre Pássaro afirmou que trabalho do treinador continuou muito bom (0:44)

O São Paulo tenta juntar os cacos depois de um vexame ao ser eliminado pelo Mirassol nas quartas de final do Campeonato Paulista. Nesta sexta-feira, os dirigentes finalmente se manifestaram. O gerente-executivo de futebol, Alexandre Pássaro, reconheceu a gravidade do revés de quarta-feira e usou palavras duras.

O diretor classificou a derrota como inaceitável para o São Paulo.

“Uma decepção gigantesca, um resultado que não esperávamos nem nos piores pesadelos, com todo o respeito ao adversário. O São Paulo não pode perder para o Mirassol, pelas condições de nível de elenco do adversário. Foi um verdadeiro fiasco, o que nos causa uma revolta gigantesca. Cabe agora trabalhar e corrigir os erros para nunca mais acontecer para que a gente não sinta esse sabor amargo e a torcida também”, comentou.

Na visão de Pássaro, o São Paulo não sofreu outro trágico resultado por erros fora do gramado, situação que inevitavelmente aumenta a pressão aos jogadores.

“Perdemos dentro de campo, não na área técnica, nos treinos, na área física ou de estratégica, Perdemos a partir do momento em que o juiz apitou. Uma decisão diferente do Diniz poderia ajudar um pouco mais ou um pouco menos, mas faltaram outras coisas dentro de campo”, explicou.

play
0:40

Executivo de futebol do São Paulo, Alexandre Pássaro analisa eliminação para o Mirassol: 'Foi um verdadeiro fiasco, o que nos causa uma revolta gigantesca'

Dirigente deu entrevista na última sexta-feira e falou sobre a derrota no Campeonato Paulista

Desta forma, Pássaro mantém a opinião de que o trabalho do técnico Fernando Diniz segue bom.

“Pelos mesmos motivos que era bom e deveria seguir faz seis dias. Ele continuou muito bom, é o que acompanhamos no dia a dia, claro que o resultado dentro de campo é outra coisa que precisamos melhorar”, afirmou.

play
0:12

Raí diz acreditar em 'grande final de ano' do São Paulo e não considera entregar cargo: 'Nunca passou pela minha cabeça'

Dirigente deu entrevista na última sexta-feira, após a eliminação do Paulista para o Mirassol

Por fim, questionado sobre a possibilidade de mudanças no elenco, até por causa da situação financeira do clube, Pássaro foi claro: “A cobrança sempre existe e é diária, estamos tirando novas conclusões, adaptando. Não queremos que aconteça de novo, o que precisarmos fazer e reavaliar para que não aconteça de novo vai ser feito”, disse.