<
>

Manchester City: Revista alemã vaza novos e-mails do clube e põe em dúvida decisão sobre a Champions

A história envolvendo o Manchester City e o fair play financeiro da Uefa ganhou um novo capítulo. A revista alemã Der Spiegel vazou novos e-mails do clube a respeito de valores do patrocínio da Etihad.

O jornal Guardian aponta que em um dos e-mails, um diretor do clube, Simon Pearce, "que também era um executivo de uma autoridade governamental em Abu Dhabi, demonstrou que estava 'encaminhando' à companha aérea 91 milhões dos 99 milhões de libras que a Etihad devia ao clube por seu patrocínio, com a Etihad fornecendo somente 8 milhões de libras".

O City se recusou a fazer comentários sobre o conteúdo dos novos e-mails e mantém desde os primeiros vazamentos em novembro de 2018 que estes foram "criminalmente obtidos", aponta o Guardian.

O City havia sido punido pela Uefa em 14 de fevereiro, considerado culpado de descumprir e fraudar as regras de fair play financeiro da organização, recebendo uma multa de 30 milhões de euros e sendo impedido de disputar as duas edições da Champions League seguintes. A equipe, no entanto, entendeu que não recebeu um julgamento justo e recorreu à CAS.

Em 2 de novembro do ano passado, de acordo com e-mails obtidos pela revista alemã Der Spiegel, o City cometeu fraude ao reportar que havia recebido 59,5 milhões de libras de sua patrocinadora, a empresa aérea Etihad, em 2015, quando na verdade o dinheiro veio do Abu Dhabi United Group, dono do clube.

Já em 13 de julho deste ano, a CAS anunciou sua decisão sobre o caso e reverteu a punição imposta pela Uefa, que bania o clube do torneio por duas temporadas por infrações do fair play financeiro.

Em sua decisão, o tribunal, máxima instância desportiva, entendeu que os Citizens não infringiram as regras financeiras da entidade europeia, mas não colaboraram com as investigações. Liberado para a disputa da Champions de 2020/21 e também 2021/22, o City foi multado em 10 milhões de euros, valor inferior à punição financeira inicialmente imposta pela Uefa.