<
>

Jornal catalão dá motivos do Barcelona para rebater 'rebeldia' de Arthur

O Barcelona voltou a treinar sem o brasileiro Arthur, como noticiou o ESPN.com.br. O meio-campista, acertado com a Juventus, tenta antecipar sua rescisão com o clube e já não deve estar à disposição para o jogo de oitavas de final da Champions League contra o Napoli.

Nesta terça-feira, o jornal catalão “Mundo Deportivo” publica as respostas do Barcelona para discordar dos argumentos de Arthur, que não foi mais utilizado pelo técnico Quique Setién desde que o negócio com a Juventus foi fechado. Sem jogar, o brasileiro não vê motivos para seguir.

Nas informações do jornal, o Barcelona afirma que Arthur segue o que foi acordado com a equipe italiana, de que ele jogasse o menos possível para “não arriscar” – curiosamente, na Itália, Miralem Pjanic, que fará o caminho inverso, jogou mais de 300 minutos desde o acerto.

“Desde que assinou com a Juventus em 30 de junho, segundo o Barcelona, Arthur tem estado já pensando mais na ‘Velha Senhora’ do que em tentar ajudar o Barça a conquistar os dois títulos que tinha em jogo. Primeiro LaLiga e agora a Champions”, escreve a publicação.

O Mundo Deportivo cita, por exemplo, a partida contra o Valladolid, que Arthur perdeu por uma amigdalite; e mais recentemente o duelo com o Alavés, em que alegou “dor no tornozelo”.

Arthur não escondeu o incômodo com a forma que foi tratado pelo Barcelona, que insistiu em uma negociação, mesmo contra sua vontade. Pessoas próximas ao brasileiro também revelaram que não caiu bem uma declaração dada por Setién sobre a situação.

“O brasileiro se justifica dizendo que não quer estar onde sabe que não vai jogar e onde não acrescenta nada. O entorno do jogador transmite que ele tem a sensação de que há uma ordem dada à comissão técnica para que não jogue mais”, complementa o jornal catalão.

Sem Arthur, o Barcelona tem um problema concreto para a Champions, já que, no próximo dia 8 de agosto, quando decide a vaga nas quartas de final contra o Napoli, não poderá contar com Sergio Busquets e Arturo Vidal no meio-campo, ambos suspensos.

Na partida de ida, o Barcelona empatou com os italianos em 1 a 1. Quem vencer na volta, avança para encarar a equipe que avançar do duelo entre Bayern de Munique e Chelsea.