<
>

Jornal argentino analisa volta do São Paulo, rival do River na Libertadores: 'Não meteu medo, pelo contrário'

O jornal Olé, da Argentina, acompanhou o retorno do São Paulo aos gramados, na última quarta-feira, com enorme atenção, já que o Tricolor é o próximo rival do River Plate na fase de grupos da Libertadores.

O diário estrangeiro não se impressionou nada com a atuação dos comandados de Fernando Diniz na derrota por 3 a 2 para o Red Bull Bragantino, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, e decretou: o São Paulo não mete medo.

O Olé afirma que o Tricolor mostrou boa imposição no início do jogo, mas destacou que logo o cansaço "cobrou o preço", com o Bragantino virando o placar ainda no 1º tempo.

A equipe do Morumbi ainda conseguiu buscar o empate, mas o time da multinacional de energéticos levou os três pontos com um golaço do atacante Artur.

Em sua análise do jogo, o diário argentino não conseguiu apontar praticamente nada de positivo na atuação são-paulina.

"O São Paulo dependeu em demasia da qualidade de suas individualidades e careceu de conexão coletiva. Também faltou intensidade e velocidade", salientou.

"Obviamente, esta irregularidade é normal, depois de tanto tempo sem jogar. Dani ALves ainda tentou conduzir a equipe e explorar o desequilíbrio dos extremos Pablo e Vitor Bueno, mas fez isso com muita desordem e deixou enormes espaços para que o Bragantino pudesse aproveitar, como fizeram com Morato e Artur", reportou.

Segundo o Olé, apenas o atacante Pablo mostrou algo de positivo, ao marcar dois gols na partida. O resto da equipe, nem tanto...

"A arrancada do São Paulo pós-pandemia não meteu medo. Pelo contrário. Só o camisa 9 fez alguma coisa", vaticinou.

A partida entre os paulistas e o River Plate será em 17 de setembro, pela 3ª rodada da fase de grupos da Libertadores.