<
>

Loco Bielsa na Premier League: dez loucuras do técnico que devolveu o Leeds à elite da Inglaterra

play
Torcida do Leeds vai até casa de Bielsa e deixa técnico sem jeito com elogios: 'Você é Deus!' (0:42)

Treinador comemorou vaga na Premier League com os torcedores (0:42)

Marcelo “El Loco” Bielsa conseguiu recolocar o Leeds United de volta na Premier League, após 16 temporadas do clube fora da principal divisão na Inglaterra. Apesar de não ter muitos títulos na carreira, o argentino é considerado um dos técnicos mais influentes do mundo, sendo admirado por nomes como Pep Guardiola, Jorge Sampaoli e Mauricio Pochettino.

Já campeão, o Leeds entra em campo hoje contra o Charlton, às 15h30 (de Brasília), pela última rodada da Championship.

O treinador, que receberá o sexto maior salário da Premier League na próxima temporada, é garantia de boas histórias e... muitas loucuras.

Levar gol de propósito

Na temporada passada, Bielsa mandou sua equipe sofrer um gol de propósito na partida contra o Aston Villa. Isso porque o Leeds havia marcado um gol em um lance com o adversário machucado no gramado. Com isso, o time perdeu a chance de subir diretamente da segunda divisão para a Premier League – foi eliminado depois nos playoffs de acesso. Além disso, deixou de faturar o equivalente a R$ 1 bilhão de reais em cotas de televisão.

play
0:42

Torcida do Leeds vai até casa de Bielsa e deixa técnico sem jeito com elogios: 'Você é Deus!'

Treinador comemorou vaga na Premier League com os torcedores

Questionário de 200 perguntas

O que você pensa sobre a pobreza no mundo? Quais são seus cinco livros ou filmes favoritos? Perguntas como essas faziam parte de uma lista de 200 – depois reduzida para cinco principais – que o treinador preparou antes do início da temporada para conhecer melhor seus jogadores no Lille, da França.

Morando em quartinho

Mesmo tendo um salário milionário, Bielsa viveu em um espaço de 30 metros quadrados durante sua jjornada no Lille. O treinador dormia entre suas muitas anotações, no próprio CT do clube, para não precisar se deslocar para treinar o time.

Briga por caneta

O treinador não costumava escalar Dória, ex-defensor do Botafogo, porque a diretoria do Olympique de Marselha o contratou sem o seu aval. O brasileiro, que chegou a ser rebaixado para o time B, conta que o argentino não aliviava nem para a comissão técnica.

“Eu o vi maltratar bastante os auxiliares dele em questões bobas. Por exemplo, pedir uma caneta para o auxiliar. O auxiliar não tinha caneta na hora, ia pegar, mas ele (Bielsa) jogava o cara lá embaixo. Coisas sem necessidade. Algumas coisas é melhor nem falar. É até bizarro. Quem trabalha com ele sabe", contou o jogador à ESPN.

Cooler

No comando do Olympique, Bielsa tinha o costume de se sentar sobre o cooler, na área técnica e tomar café durante a partida. Em um jogo, um de seus auxiliares tentou ajudar e deixou um copo de café sobre o cooler. Bielsa não viu e acabou se sentando sobre o copo, levantando-se rapidamente para tentar descobrir o culpado.

Espião custou mais de R$ 1 milhão

Na temporada passada um espião do Leeds United foi visto acompanhando o treino do Derby County, que era o adversário seguinte na segunda divisão do Campeonato Inglês. Isso rendeu uma multa pesada ao time de Bielsa: 200 mil libras (mais R$ 1 milhão). O treinador disse que utiliza a tática há muitos anos.

Dispensa por SMS

No Lille, Bielsa dispensou 11 jogadores por meio de mensagens de celular. Entre esses estavam o atacante português Eder, autor do gol do título da Eurocopa de 2016, e o capitão do time, Rio Mavuba.

Traje de gala?

Convidado para a festa de 100 anos do Leeds United, Marcelo Bielsa surpreendeu. O traje obrigatório do evento era social (paletó e gravata), mas o treinador apareceu de agasalho do clube e calça de moletom. Meses atrás, ele foi visto com a mesma roupa fazendo compras em um supermercado na Inglaterra.

Da granada para o convento

Bielsa é capaz de ir da fúria à calmaria. Quando era treinador do Newell's Old Boys, da Argentina, o treinador estreou na Libertadores de 1992 com uma derrota por 6 a 0 fora de casa contra o San Lorenzo. Cerca de 20 torcedores foram à casa do treinador em plena madrugada para protestar. Ele apareceu na porta com uma granada na mão.

Logo após ser campeão olímpico de 2004 e sair da seleção da Argentina, Bielsa passou três meses recolhido num convento, sem TV nem telefone. “Só tinha livros, mais nada. A certa altura comecei a falar sozinho. Pensei que tinha ficado mesmo louco”, disse o treinador.

Pediu demissão antes de assumir

Bielsa não tem muito apego a empregos. Por várias vezes, ele pediu demissão de lugares ou não abriu mão de suas convicções até que fosse demitido de um clube. Em 2016, porém, o treinador se superou. Dois dias após ser anunciado como comandante da Lazio - preparou até lista de reforços -, o treinador desistiu do cargo e culpou a diretoria do clube italiano pela decisão.