<
>

Dudu associa saída do Palmeiras à acusação de agressão: 'Preciso ter um pouco mais de tranquilidade para jogar futebol'

Acusado de agressão pela ex-esposa Mallu Ohanna, Dudu deixou o Brasil com destino ao Catar na madrugada desta quinta-feira. No aeroporto de Guarulhos, pouco antes de entrar na área de embarque, ele associou sua saída do Palmeiras ao momento conturbado na vida extracampo e revelou um pedido de desculpas ao clube.

“É o momento em que tenho que ir. Passei nesses dias uns momentos difíceis na minha vida particular. Hoje, no CT, pedi desculpas ao pessoal do Palmeiras por ter envolvido o nome do clube nessas coisas, nessas páginas policiais. Quem me conhece, sabe do meu caráter, da minha índole”, afirmou o atleta, acertado com o Al Duhail.

Mallu Ohanna acusou Dudu de tê-la agredido no último dia 22 de junho e, desde então, o caso vem sendo amplamente noticiado, inclusive com vídeos do episódio. O jogador contesta a versão de sua ex-esposa, com quem tem dois filhos, e já esteve na delegacia para se defender.

“Houve esses problemas fora de campo e isso também me fez pensar que preciso dar uma saída, preciso ter um pouco mais de tranquilidade para jogar futebol, coisa que não tive nas últimas semanas. Eu sabia que, se continuasse aqui, teria todo o carinho do torcedor e conseguiria superar. Mas acho que é o momento de sair”, explicou.

Questionado sobre o andamento do caso envolvendo a acusação de agressão, Dudu evitou entrar em maiores detalhes. Com o foco em sua transferência para o Al Duhail, o atacante de 28 anos de idade reiterou a própria inocência e se disse tranquilo.

“Estou provando que não fiz aquelas coisas que estão me acusando. Viajo em paz com minha consciência, com meu coração. Triste por estar deixando o Palmeiras, não esperava que fosse agora. Não é um adeus. É um até logo, mas preciso desse tempo no Catar para construir uma história no clube”, declarou.