<
>

Atlético-MG sétima força e São Paulo agora atrás do Corinthians: o valor de mercado dos 20 times do Brasileiro

play
Mattos abre situação do Atlético-MG: 'Receitas beirando a zero; não temos recursos' (2:35)

Diretor de futebol relembrou os problemas que teve no Cruzeiro e no América-MG (2:35)

Para o diretor de futebol do Atlético-MG, Alexandre Mattos, ao menos seis equipes estavam à frente do Galo para brigar pelo título do Campeonato Brasileiro. Em entrevista à rádio Itatiaia, ele elegeu aqueles com maior orçamento, com técnico há mais tempo no comando e com jogadores renomados e/ou mais entrosados. Listou Flamengo, Palmeiras, Grêmio e São Paulo.

“O Palmeiras tem um projeto que vem de longa data, com praticamente os mesmos jogadores, mesma filosofia, processos implantados desde 2015. [...] Temos outras equipes que estão à frente do Atlético e muito próximas do Palmeiras. Vou citar o Grêmio, o Inter, o São Paulo”, disse Mattos.

É possível que, para completar o seis primeiros, a lista de Mattos ainda tivesse Internacional e Corinthians. Foram duas das equipes que terminaram a última edição do nacional à frente do Galo. Mas ele não os citou, deixando em aberto.

Ainda assim, a posição sugerida pelo diretor de futebol atleticano não nada equivocada pelo valor de mercado dos times, segundo o site “Transfermarkt”. O que muda é uma posição entre os clubes paulistas.

Os sete melhores são: Flamengo, Palmeiras, Grêmio, Corinthians, São Paulo e Internacional. Aí sim aparece o Atlético-MG. E o time do Morumbi hoje está atrás do rival alvinegro por causa da perda de Antony, desde o início deste mês jogador do Ajax.

Antony foi negociado em fevereiro por 20 milhões de euros (na época, R$ 93,1 milhões).

Uma mudança ainda deve ocorrer nos próximos dias na classificação por valor de elenco. Com a venda de Dudu quase fechada para o Al-Duhail, do Catar, o Palmeiras vai cair da segunda para a terceira posição.

O meia-atacante está avaliado em 12 milhões de euros (cerca de R$ 72,9 milhões), e sua saída fará o Palmeiras perder valor de mercado, passando para 94,5 milhões de euros (R$ 574,3 milhões).

Mas, dos sete primeiros, o Atlético-MG lidera em um item: tem oito estrangeiros no elenco. É uma marca do trabalho de Jorge Sampaoli, que também foi vista no Santos, no ano passado.

O técnico argentino também não parou de pedir reforços desde que foi contratado pelo Galo. Chegaram Alan Franco, Léo Sena, Marrony, Keno, Bueno e Junior Alonso. Daqui 15 dias, Mariano também deve acertar.

Vale lembrar ainda o goleiro Rafael, que chegou junto com o treinador.

“O Atlético vem em um processo de reformulação, jogadores ainda chegando, jogadores que ainda nem treinaram com o elenco. O Sampaoli vem fazendo um trabalho de excelência no dia a dia, mas a gente tem que entender que precisa de um tempo, de um lastro de trabalho”, disse Mattos.