<
>

Colunista catalão admite: 'Não foi Barcelona que deu LaLiga de presente, Real ganhou com méritos'

Após o triunfo do Real Madrid sobre o Granada, que deixou o time merengue a apenas mais uma vitória de conquistar LaLiga, até mesmo a mídia catalã se curvou à regularidade mostrada pelos blancos.

Em artigo publicado na noite desta segunda-feira, o colunista Xavier Ortuño, do jornal Sport, refutou os argumentos de que foi o Barcelona quem deu a liga "de presente" para o Real Madrid, ao perder pontos considerados fáceis pós-pandemia, e admitiu que o atual líder tem muito mérito na (quase) conquista.

"Após a parada, quem tinha a vida mais fácil para ganhar o Espanhol era o Barça, que tinha dois pontos de vantagem e até iniciou bem o pós-confinamento, mas tropeçou e deixou de seguir em nível máximo, ao contrário do rival", argumentou.

"Mas não dá para dizer que o Barça deu esta liga 'de presente' para o Real Madrid. A verdade é que o time blanco a (quase) ganhou em pleno direito. Foram eles quem executaram seus deveres em campo, tanto como visitantes como no Alfredo Di Stéfano", acrescentou.

"O Barça até pode reclamar do VAR, que claramente não teve critérios iguais para Real Madrid e o resto das equipes. Mas, ainda assim, os blaugranas sabem que não fizeram seus deveres, tropeçaram nos resultados e caíram de bruços no que se refere ao nível de jogo apresentado", seguiu.

"Todas as ajudas do mundo ao Real teriam sido inúteis se Quique Setién tivesse sido capaz de ter uma equipe tão 'elétrica' como teve Zinedine ZIdane e tivesse conseguido vencer todas as suas partidas", finalizou.

Com o triunfo desta segunda, o Real Madrid precisa de apenas mais uma vitória para ser campeão.

Ou seja: se ganhar do Villarreal, nesta quinta-feira, levantará pela 34ª vez na história o troféu de LaLiga.

O Barça, por sua vez, precisa vencer seus dois duelos restantes e torcer para que o rival tropece duas vezes.