<
>

Mattos diz que Atlético-MG teria “dificuldade catastrófica” sem ajuda de empresários

Os dois maiores patrocinadores do Atlético-MG atualmente são o banco BMG e a construtura MRV. A parceria das marcas com o Galo tem sido fundamental durante a pandemia de covid-19. Segundo Alexandre Mattos, diretor de futebol do Alvinegro, os empresários por trás dos patrocínios impedem que o clube entre em uma crise financeira.

“Hoje, a gente conta com um parceiro muito forte, todo mundo sabe. A pessoa física do Rubens Menin e do Rafael Menin (MRV). O Ricardo (BMG) também ajuda. Sem eles, no momento, o Atlético teria uma dificuldade catastrófica de continuar a sua vida financeira no dia a dia”, disse em entrevista à Rádio Itatiaia.

Durante a pandemia de coronavírus, o Atlético-MG conseguiu contratar os zagueiros Bueno e Junior Alonso, os volantes Léo Sena e Alan Franco e os atacantes Marrony e Keno, além de garantir a permanência do meio-campista Nathan, que estava emprestado pelo Chelsea há dois anos.