<
>

Fluminense: Odair dispara contra Ferj após título da Taça Rio: 'Fiz 8 treinos e 4 jogos em 10 dias'

Após a conquista da Taça Rio sobre o rival Flamengo, o técnico do Fluminense, Odair Hellmann, falou em toma de desabafo à FluTV.

Hellmann criticou a "pressa" da Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) em retornar com o Campeonato Carioca, reclamou que só conseguiu comandar oito treinamentos e ressaltou que seus atletas estão completamente exauridos.

Ele ainda pediu maior "bom senso" à Federação, que já anunciou que as finais do Carioca acontecerão já neste domingo e na próxima quarta-feira.

"Começamos o jogo de maneira praticamente perfeita, com organização defensiva impectável, além de movimentação ofensiva de recuperar a bola e fazer triangulações curtas e, dentro da nossa estratégia, buscar as costas da linha do Flamengo, que é alta. Encaixou bem. No 2º tempo, a equipe cansou, o que é normal. E meu discurso não será diferente só porque vencemos. Seria igual se o resultado fosse o contrário", iniciou.

"Essa equipe teve oito treinamentos. E eu falo isso agora porque ia falar também se o resultado de hoje fosse o contrário. Esse é o discurso real. É um fato. Foram oito treinos, quatro jogos em 10 dias, mais dois jogos em breve. Vários jogadores machucados, vários jogadores sentindo dores no 2º tempo. Eles (Flamengo) estão melhor preparados, já estão com mais tempo de treinamento que a gente, mas acho que a superação desse grupo de jogadores e a entrega fez a diferença hoje, além do que fomos taticamente perfeitos. Fomos merecedores. Acho que merecíamos a vitória no tempo normal. Ela veio nos pênaltis, mas fomos merecedores desse título", acrescentou.

"Temos agora duas partidas difíceis. Eles continuam com preparo melhor que o nosso. Temos ainda uma caminhada de melhora pela frente. Mas a mudança tática feita hoje deu certo. Fortalecemos nosso meio-campo e ficamos mais equilibrados entre as fases do jogo", prosseguiu.

"Já estamos preocupados com a próxima partida, porque eu não estou conseguindo treinar, só recuperar (fisicamente) os jogadores. E isso é muito difícil para um treinador, que não consegue sequer fazer um treino para posicionar seus jogadores em campo. A Federação deveria agora, já que não teve lá atrás o bom senso na hora de iniciar o campeonato, dar um pouco mais de espaço entre esses jogos finais, para que a gente pudesse ter um mínimo de condições de recuperar os jogadores e trabalhar para a próxima decisão", pediu.

"A diferença em termos de preparação (entre Fluminense e Flamengo) já era grande antes da partida, e isso não é justo. Um campeonato que tem essas diferenças não é justo. Temos que ter justiça fora de campo para que tudo possa ser resolvido dentro de campo. Foi o que fizemos hoje. Mas temos que ter um mínimo de condições e tempo para trabalhar", salientou.

"Já aviso nosso torcedor que vamos sofrer mais nesse próximo jogo (final de domingo) do que sofremos hoje, porque os jogadores estão exaustos. Não é desculpa. Não estou querendo falar isso para agradar A, B ou C. Aqui tem um profissional de futebol que acredita em treino, professão e melhora", finalizou.