<
>

Palmeiras: Gustavo Scarpa é sondado por três clubes, dois da Europa, mas ainda não há proposta

Com a saída de Dudu encaminhada, o Palmeiras pode ver outro nome tido como 'de peso' no elenco dar adeus ao Allianz Parque. Trata-se do meio-campista Gustavo Scarpa. O FOXSports.com.br apurou nos últimos dias com pessoas ligadas ao atleta que o meia recebeu sondagens de dois clubes da Europa, o Almería e o Valladolid, ambos da Espanha, e um clube de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, que não teve o nome revelado.

No entanto, fontes ligadas ao clube asseguraram que até o momento não chegou qualquer oferta oficial pelo atleta de 26 anos.

No início do ano, o Almería, equipe que ainda pensa no meia, teve um forte interesse em Scarpa e chegou a apresentar uma oferta ao Palmeiras por meio do empresário Giuliano Bertolucci, que agencia o jogador. Porém, muito por conta das regras do Fair Play Financeiro da Uefa, além de questões da pandemia, a negociação naufragou.

O clube paulista pensa em diminuir a folha salarial em meio às incertezas causadas pela pandemia, logo, a chegada de algo concreto não seria visto com maus olhos. Na última semana, o Palmeiras anunciou uma extensão na redução salarial em 25% do elenco e ainda nos salários de Anderson Barros, diretor de futebol, Vanderlei Luxemburgo e Cícero Souza, técnico e gerente de futebol, respectivamente.

Na avaliação do treinador, nenhum dos meias que o clube tem no elenco atualmente, Scarpa incluso, cai como uma luva no time titular. Muito por conta disso, o comandante alviverde tem utilizado um chamado 'quarteto ofensivo' entre os 11 iniciais, cabendo a Dudu e também a Luiz Adriano, que atua como uma espécie de 'falso 9', a criação de jogadas de ataque.

No caso do Valladolid, também da Espanha e que tem Ronaldo 'Fenômeno' como dono de 51% das ações e uma relação próxima de Giuliano Bertolucci, empresário de Scarpa, a situação poderia ser considerada um pouco mais 'possível'.

Porém, dependendo dos valores, a concorrência de um clube de Dubai pode pôr fim ao sonho dos espanhóis e levar Scarpa aos Emirados Árabes Unidos.