<
>

Dortmund e Monaco: veja os esquadrões que os clubes teriam hoje sem vender jogadores

O jornal Marca fez o exercício de imaginação de como ficariam alguns times caso não tivesse vendido suas estrelas nos últimos anos. Confira abaixo como a publicação escalou cinco equipes que o ESPN.com.br separou.

Clubes como Borussia Dortmund, Sevilla, Benfica, Ajax e Monaco muitas vezes não conseguem segurar seus principais jogadores muito por conta de propostas de clubes de maior projeção na Europa.

Vale mencionar que as formações escolhidas pela publicação têm uma vocação bastante ofensiva. Além disso, o Benfica é o único que foi escalado sem um atleta sequer do elenco atual do clube.

Veja como o Marca escalou os times e onde está cada atleta no momento:

Borussia Dortmund

Bürki (Dortmund), Akanji (Dortmund), Bartra (Real Betis) e Hummels (Dortmund); Gündogan (Manchester City), Sancho (Dortmund), Reus (Dortmund) ou Pulisic (Chelsea) e Démbélé (Barcelona); Lewandowski (Bayern de Munique), Haaland (Dortmund) e Aubameyang (Arsenal)

Sevilla

Vaclik (Sevilla); Jesús Navas (Sevilla), Diego Carlos (Sevilla), Lenglet (Barcelona); Alberto Moreno (Villarreal); Pablo Sarabia (PSG), Rakitic (Barcelona) e Vitolo (Atlético de Madrid); Ocampos (Sevilla), Immobile (Lazio) e Ben Yedder (Monaco)

Benfica

Ederson (Manchester City); João Cancelo (Manchester City), Garay (Valencia) e Lindelöf (Manchester United); Bernardo Silva (Manchester City), Matic (Manchester United) e Gonçalo Guedes (Valencia); João Félix (Atlético de Madrid); Rodrigo (Valencia), Raúl Jiménez (Wolverhampton) e Jovic (Real Madrid)

Ajax

Cillessen (Valencia); Dest (Ajax), Davinson Sánchez (Tottenham), De Ligt (Juventus) e Tagliafico (Ajax); De Jong (Barcelona) e Van de Beek (Ajax); David Neres (Ajax), Ziyech (Chelsea) e Tadic (Ajax); Milik (Napoli)

Monaco

Lecomte (Monaco); Sidibé (Everton - emprestado), Glik (Monaco) e Mendy (Manchester City); Fabinho (Liverpool); Ocampos (Sevilla), Bernardo Silva (Manchester City), James Rodríguez (Real Madrid) e Carrasco (Atlético de Madrid); Martial (Manchester United) e Mbappé (PSG).