<
>

Corinthians e Inter acertam venda de Gustagol para Coreia do Sul; veja quanto cada clube vai receber

O Corinthians e o Internacional acertaram a venda do atacante Gustagol, 26, para o Jeonbuk Motors, da Coreia do Sul, segundo comunicado dos clubes nesta terça-feira (30).

Desde fevereiro ele estava emprestado ao time gaúcho, mas já foi liberado para deixar Porto Alegre e resolver os trâmites relativos à transferência. Por causa da pandemia do novo coronavírus, ele terá de cumprir protocolos sanitários do país de destino.

De acordo com apuração da reportagem, o valor final foi fechado em 2 milhões de dólares (o equivalente a R$ 10,8 milhões na cotação de hoje) porque o Criciúma preferiu manter seus 35% dos direitos econômicos do atacante. Optando por receber futuramente. Se o clube catarinense aceitasse ceder, a transação poderia chegar em 3 milhões de dólares (R$ 16,3 milhões). Assim, o valor pago pelos sul-coreanos será dividido entre Corinthians, Taboão da Serra e Inter.

Nessa nova conta, o Corinthians tem direito a 900 mil dólares, o que significa R$ 4,8 milhões. O valor pode ajudar o clube no pagamento da segunda parcela pela contratação do volante Victor Cantillo ao Junior Barranquilla, da Colômbia (600 mil dólares).

O restante pode ser usado para pagar parte dos salários atrasados dos jogadores. Desde antes da paralisação causada pela COVID-19, o clube vem tendo dificuldades financeiras para cumprir o acordo com os jogadores e a comissão técnica.

Novamente levando em conta a divisão dos direitos econômicos citada acima, o Inter tem direito a 450 mil dólares, algo equivalente a R$ 2,4 milhões na cotação atual. Ainda nesse cenário, o Criciúma tem direito a 1,050 milhão de dólares (R$ 5,7 milhões), enquanto o Taboão da Serra tem direito a 600 mil dólares (R$ 3,2 milhões).

Vale lembrar que Gustagol começou a carreira no Taboão da Serra e ainda jovem foi para a base do Criciúma, onde acabou se profissionalizando e se destacando em 2016, passando ao time paulista.