<
>

São Paulo: Julio Casares, candidato à presidência, se desvincula de Leco: 'Não somos situação'

Candidato à presidência do São Paulo, Julio Casares desvinculou-se de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, atual mandatário, em live nesta quinta-feira (25), na qual apresentou seu plano de gestão em caso de ser o vencedor na eleição de dezembro - o mandato começa no início de 2021.

Após apresentar os tópicos que vão nortear seu eventual comando, o candidato respondeu a uma pergunta do repórter da ESPN Brasil Eduardo Affonso sobre o fato de Leco, até o momento, não ter feito nenhuma manifestação em relação à sua chapa.

"Hoje, lançamos esse choque de gestão. Não somos candidatos da situação. Temos exemplos do Pimenta [José Eduardo Mesquita Pimenta, candidato derrotado pelo próprio Leco no último pleito] e do Olten [Ayres, que compõe a chapa para ser o presidente do Conselho Deliberativo], que disputaram contra o Leco, somos coalizão. Setores que pensam diferente a favor do São Paulo...", afirmou Casares.

Ele seguiu na resposta falando de reportagens que leu na manhã desta quinta sobre o pré-candidato Marco Aurélio Cunha e colocou que o mesmo, segundo ele, teria mais nomes que hoje fazem parte da administração Leco do que ele. E embora tenha falado em estar aberto a "quem quiser vir conosco", foi claro sobre o atual mandatário.

"Mostram [as reportagens] que o lado adversário tem mais diretores da gestão do Leco do que o meu lado. Diretor da base, diretor do estádio, diretor de futebol estão lá. Como falar que são oposição e nós situação? Não busco esse título. Busco um plano de gestão. "Quem quiser vir conosco, poderá vir. Não tenho vinculação política com o Leco e outras pessoas. Nossa chapa é de união, de coalizão."

Entre os possíveis adversários de Julio Casares na eleição são cotados Marco Aurélio Cunha e Roberto Natel, sobrinho de Laudo Natel e atual vice-presidente. O pleito está previsto para acontecer em dezembro deste ano.